Jornal do Commercio
Violência

Homem é preso em Olinda após tentar atear fogo em ex-esposa

De acordo com informações repassadas pela polícia, homem teria agido por motivos de ciúme. Ele foi encaminhado para o Cotel

Publicado em 11/01/2017, às 12h40

Marcilon já possuía passagens na polícia pelos crimes de porte ilegal de arma e assalto / Arte/JC
Marcilon já possuía passagens na polícia pelos crimes de porte ilegal de arma e assalto
Arte/JC
JC Online

Um homem foi preso na manhã desta quarta-feira (11) após tentar matar a sua ex-esposa no bairro de Jardim Brasil, em Olinda. De acordo com informações repassadas pela Polícia, Marcilon José Basílio da Silva teria ciúmes e, por isso, tentou praticar o homicídio.

 

Segundo informações do delegado Gilmar Rodrigues, que atendeu a ocorrência, o homem jogou álcool em sua ex-esposa e a amarrou com o lençol da cama. Porém, ela conseguiu escapar quando Marcilon foi buscar um isqueiro para botar fogo nela e saiu correndo até a casa de uma vizinha, que socorreu a moça.

Após ser levado até a Delegacia de Peixinhos, o homem foi transferido para o Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), localizado em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Ainda de acordo com delegado, Marcilon já possuía passagens na polícia pelos crimes de porte ilegal de arma e assalto. 

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM