Jornal do Commercio
IGREJA CATÓLICA

Procissão marca o fim das comemorações pelo dia de São José

Centenas de fiéis percorreram cerca de 2 km até capela dedicada ao Santo no Córrego do Jenipapo

Publicado em 19/03/2017, às 18h11

Procissão em homenagem a São José percorreu Zona Norte do Recife / Ricardo B.Labastier/JC Imagem
Procissão em homenagem a São José percorreu Zona Norte do Recife
Ricardo B.Labastier/JC Imagem
JC Online

“Como padroeiro das famílias e dos trabalhadores, peço a intervenção de São José para ajudar o País a vencer esse momento difícil”. Com estas palavras o padre Antonio Diêgo Cunha, da Paróquia de Santa Maria Mãe de Deus, do bairro da Macaxeira, Zona Norte do Recife, abriu a procissão que marcou o fim das comemorações pelo dia dedicado a São José, 19 de março. O cortejo, realizado no final da tarde deste domingo, saiu do largo do Burity, na Macaxeira, em direção a Capela de São José, no Córrego do Jenipapo. O fiéis percorreram cerca de 2 km de trajeto para assistir a missa solene de encerramento da festa de São José, celebrada pelo padre Diêgo.

SÃO JOSÉ

O dia 19 de março é consagrado a São José, considerado o pai adotivo de Jesus Cristo. A data tem uma valor especial para os agricultores, sobretudo os nordestinos, porque na região há uma crença de se chover no dia de São José é sinal de que o ano será favorável ao plantio e a uma lavoura farta. Dona Carmelita Mariano, de 72 anos, diz que a devoção ao santo é forte, mesmo na cidade. “Acompanho essa festa há muitos anos e vejo como o Pai adotivo de Jesus é querido pelo povo”, diz a aposentada que foi uma das primeiras a chegar para a procissão. Para o padre Antônio Diêgo Cunha, a crença dos agricultores na chuva no dia de São José é cultural.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

“ A Igreja acolhe e respeita as tradições do povo mas para nós São José tem um valor ainda maior porque é considerado o patriarca da Igreja, o escolhido para ser o guardador do menino Jesus”, explica o pároco. Em todo o Estado, foram realizadas uma série de homenagens a São José, que começaram no dia 10 deste mês.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM