Jornal do Commercio
Natureza

Capivara resgatada por pedreiro é solta em mata de Camaragibe

Animal foi resgatado na semana passada por pedreiro que andou oito quilômetros para entregar a capivara a veterinários

Publicado em 17/08/2017, às 21h39

Capivara foi agredida com pedras e pedaços de madeira / Foto: Reprodução
Capivara foi agredida com pedras e pedaços de madeira
Foto: Reprodução
JC Online

Após mais de uma semana recebendo cuidados da equipe da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), a capivara resgatada por um pedreiro no bairro do Torrões, na Zona Oeste do Recife, foi devolvida à natureza nesta quinta-feira (17). A história do pedreiro ao tentar ajudar o animal comoveu inspetores da Guarda Ambiental da cidade. Ele andou oito quilômetros carregando o bicho em um carrinho de mão para salvá-lo.

De acordo com a CPRH, a soltura da capivara aconteceu em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Além do roedor, outros 17 animais silvestres voltaram ao seu habitat, após um período de tratamento no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara).



Com a capivara, foram soltos quatro jacarés, inclusive um capturado por barqueiros no Marco Zero, cinco chorões, três sabiás-laranjeira, duas corujas caburé, uma corujinha da mata e dois filhotes de cágado de barbicha. Um outro jacaré, capturado no bairro da Mangueira, ainda deve ser solto na próxima semana.

Capivara

A capivara foi encontrada pelo pedreiro José Francisco da Silva próximo a um canal entre os bairros da Roda de Fogo e Torrões na terça-feira da semana passada. Com aproximadamente 30 quilos, o bicho estava sendo agredido por populares que jogavam pedras e pedaços de madeira. O pedreiro interveio e protegeu o roedor. No dia seguinte, Francisco saiu de sua casa com o animal em um carro de mão até o Jardim Botânico para entregar o bicho aos cuidados especializados.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM