Jornal do Commercio
cidades cidades
  • Tamanho do texto:
  • A-
  • A+

Disque-Denúncia

DHPP lança campanha para prender grupo de extermínio de Inajá

Carlinhos é o líder de uma equipe formada por oito pessoas. Eles são suspeitos de terem assassinado Maria Madalena Bezerra Cabral

Publicado em 17/05/2012, às 11h56

Do JC Online

Coletiva do DHPP / Foto: Simone Graf / Especial para o JC Imagem

Coletiva do DHPP

Foto: Simone Graf / Especial para o JC Imagem

O Departamento de Homicídos e Proteção à Pessoa (DHPP), através do disque-denúncia, lançou uma campanha para prender o líder de um grupo de extermínio, que atua no município de Inajá, no Sertão. Carlinhos, 27, é suspeito de ter mandado matar a dona de um posto de gasolina Maria Madalena Bezerra Cabral, 42, em julho do ano passado.

O suspeito e mais três integrantes do grupo arquitetaram o crime de dentro da prisão de Arcoverde, no Sertão. Eles foram soltos em novembro de 2011 devido à demora no processo. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Alfredo Jorge, Carlinhos responde por nove processos, sendo oito deles por homicídio.

De acordo com o delegado, o crime aconteceu após Maria Madalena denunciar o grupo aos policiais. Além de Carlinhos, também partiparam do assassinato Luís Carlos Chagas, 27, que foi o responsável pelo tiro contra a vítima; Heroneidson Allan Faustino, 23, conhecido como "Prego", motorista da moto que transportou Luís Carlos.

http://farm6.staticflickr.com/5463/7215970826_cdf1d91d4f.jpg

Além deles, também fazem parte do grupo Paulo Coelho de Lima, 49; Diogo Lacerda Pereira Filho, 26; Livon Ferraz de Oliveira de 29 anos;  Murilo Pereira de Menezes, 27, irmão de Carlinhos. O pai do líder do grupo, o oficial de justiça Luis Manuel de Menezes, fugiu mas resolveu se entregar à polícia.

A recompensa para quem der alguma informação que leve a prisão de Carlinhos Beira Mar é de R$ 5 mil. Para os seus companheiros, a recompensa será de R$ 2 mil. As denúncias podem ser feitas, de forma anônima, através do disque-denúncia.

Palavras-chave

imprima
envie para um amigo
reportar erro

Comentários

Por Inajá,10/05/2013

Deveriam saber o que estão falando, pois não bem assim não. Tem gente influente que se faz de vitima e não é punido. E outra Calinhos tem apenas 3 processos, e um deles é pro lesão corporal. Eé tanto que o delegado foi chamado ai forum da comarca de inajá, para prestar esclarecimento de onde ele teria tirado essa historia de 9 processos sendo 8 de homicidios. Então é bom procurar saber para não falar besteira..

Por juaquim,10/06/2012

E incrivel e constragedor ver estas noticias foi amigo toda a minha infancia de livon e carlinho, livon era calmo e bondoso, carlinho meio estorado mas nao erra mau pessoa, fiquei asustada quando eles foram presos pela primeira vez, e mais constrangido do modo como foram solto, so acho em algum momento eles se perderam nao foram ponidos a altura e se tornaram mostros por saberem que nao seram ponido, pois cometeram atrocidades e sairam pela porta da frente da prisao.

Por sertão com medo,17/05/2012

a Policia deve agir o mais rápido possível, usar o serviço de inteligência para capturar esse elemento antes que ele faça mais vítimas. Está com dinheiro sujo e deve estar no meio da bandidagem tramando a morte das pessoas que tiveram a coragem de descobrir que foi ele o mandante do crime. Urgência da Urgência

Por sertao com medo,17/05/2012

É de suma impostância a prisão desse elemento. Pessoas de Inajá vivem assombradas com a ousadia e frieza desse assassino que começou a praticar homicídios ainda de menor.

Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Fotos do dia

Foto: Edmar Melo/JC Imagem

> JC Imagem

Ranking do dia

Especiais JC

Periferia travada Periferia travada
Especial mostra as dificuldades que pessoas que moram no subúrbio do Grande Recife têm para deslocar na periferia
O adeus a Eduardo Campos O adeus a Eduardo Campos
Especial com matérias, fotos e vídeos de Eduardo Campos, morto em acidente aéreo no dia 13 de agosto de 2014
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM