Jornal do Commercio
Violência

Tentativa de assalto a ônibus na Zona Oeste do Recife deixa dois mortos e dois feridos

Dois passageiros que ficaram feridos no tiroteio não correm risco de morte

Publicado em 10/10/2016, às 22h03

Crime ocorreu nas proximidades do Terminal Integrado do Barro / Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Crime ocorreu nas proximidades do Terminal Integrado do Barro
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
JC Online

Atualizada às 00h38 do dia 11/10/2016

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas na noite desta segunda-feira (10) após um tiroteio em um ônibus da linha UR-05/Barro, próximo ao Terminal Integrado do Barro, na Zona Oeste do Recife. De acordo com a Polícia Militar (PM), seis homens assaltaram o coletivo, um policial militar à paisana reagiu à investida e acabou trocando tiros com eles. Outros militares em duas viaturas também participaram da ação. Dois suspeitos foram atingidos por disparos e morreram no local.

Conforme informações repassadas pela capitã Denise Manso, da PM, os bandidos subiram no ônibus no terminal. “Assim que o ônibus entrou na BR-101 eles anunciaram o assalto. Pessoas de carro que passaram pelo local e viram a movimentação informaram a policiais que estavam em uma viatura na mesma rodovia, na altura da Karne e Keijo, e eles imediatamente seguiram para lá. Um outro militar que estava no coletivo reagiu, e começou a troca de tiros”, disse. 

Rodrigo Antônio de Oliveira, 16 anos, e Carlos Fabrício Souza Falcão, 21, morreram no local. Ambos teriam participado da investida. Rafaeli Lopes de Andrade, 24, foi capturado e encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Os demais bandidos conseguiram fugir.

Dois passageiros ficaram feridos durante o tiroteio. Uma mulher foi encaminhada ao Hospital Otávio de Freitas, no bairro do Sancho, com um tiro de raspão nas costas, mas, segundo a PM, não corre risco de morte. Um homem também foi atingido em uma das mãos, mas até o fim da noite não havia informações sobre o local para onde ele foi levado. 

O cobrador do ônibus, Jackson Pinto, que trabalha há seis meses na linha e já sofreu quatro assaltos, narrou os momentos de terror que viveu durante o crime. “Os assaltantes foram muito violentos, pegaram o dinheiro da renda do ônibus e os celulares e outros objetos dos passageiros. Do nada, começaram a atirar. Como o carro estava muito lotado, não sei quem atirou primeiro, só que todos deitaram no chão e começaram a chorar. Apenas quando as coisas se acalmaram percebemos que havia mortos no chão”, explicou.

O trabalhador afirmou ainda que assaltos são muito comuns naquela região. “Praticamente todos os assaltos que sofri foram naquela área. Tenho trabalhado com medo, pois a bandidagem é muito grande por ali”, comentou Pinto.

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Romero,11/10/2016

Que pena que tudo isso tá acontecendo na nossa cidade.

Por John,11/10/2016

MEDALHA DE OURO PARA O POLICIAL! MENOS 2 VAGABUNDOS.

Por Mário Tiburcio,11/10/2016

É lamentável que duas pessoas inocentes tenham sido atingidas por troca de balas entre bandidos e policiais. Que bom que são menos dois bandidos. Não adianta dar uma de bonzinho, se um marginal desse te pegar ele não tem o menor respeito por ninguém e por nada, te mata friamente. Não vejo direitos humanos para os cidadães de bem desse país. Só vemos direitos humanos para bandidos. Então, como diz Cardinot: "bandido bom é bandido morto"

Por LYRA,11/10/2016

"Essa é a quarta vez que sou assaltado naquela região", essas são as palavras do cobrador do ônibus logo, pode-se notar que realmente a segurança do governador PARASITA, NADA FAZ é uma vergonha, mas, garanto que a sua segurança paga com o dinheiro do povo é muito eficaz, passem na casa dele ou até mesmo do Geraldo Risadinha, o prefeito que faz a todos de idiotas e notem quantas viaturas existem paradas as suas disposições.

Por Fernando,11/10/2016

Esse policial que se encontrava no interior do ônibus, deveria ser severamente punido por não haver matado, também, os demais membros da quadrilha. Morte aos bandidos!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM