Jornal do Commercio
AGRESTE

Chacina deixa quatro mortos em Caruaru

Dois casais foram assassinados por suspeitos desconhecidos na frente de uma casa, no bairro Maria Auxiliadora, na madrugada desta terça-feira (11)

Publicado em 11/10/2016, às 07h36

Execuções em Caruaru podem ter sido queima de arquivo / Foto: Reprodução/TV Jornal
Execuções em Caruaru podem ter sido queima de arquivo
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Uma chacina deixou quatro mortos no bairro Maria Auxiliadora, em Caruaru, no Agreste do Estado, na madrugada desta terça-feira (11). As vítimas Jeferson Daniel de Melo Silva, Laivisson Moura da Silva, Aldenize Pessoa de Oliveira e Juliete Gomes estavam na frente de uma casa quando foram atingidos na cabeça e nas costas.

Uma das mulheres chegou a ser socorrida para o Hospital Regional do Agreste, também em Caruaru, mas não resistiu aos ferimentos. Jaquetas e projéteis de calibre 38 foram encontrados pertos dos corpos. Pelo menos duas armas devem ter sido utilizadas. Ainda não há informações sobre a localização dos suspeitos

Suspeita de queima de arquivo

De acordo com a polícia, a suspeita é de que as execuções tenham sido motivadas por queima de arquivo, já que pelo menos uma das vítimas tinha envolvimento com drogas. "Tem a nítida impressão de queima de arquivo, de modo que nós não sabemos quem é o alvo principal ainda e o porquê dos outros terem morrido, mas a gente percebe que foi um crime de execução. Talvez o alvo tenha sido só uma das pessoas e os outros tenham entrado porque estavam com ele ou talvez os algozes sejam conhecidos de todos eles", explicou o delegado Sérgio Moura.

 

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM