Jornal do Commercio
Portaria

Governo suspende férias de policiais civis e militares para conter violência

Portaria com a decisão de suspender as férias dos policiais no estado será publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (15)

Publicado em 14/12/2016, às 20h10

A comitiva das forças armadas deverá permanecer nas ruas até o dia 19 de dezembro / Foto: Diego Nigro/JC Imagem
A comitiva das forças armadas deverá permanecer nas ruas até o dia 19 de dezembro
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
JC Online

Atualizada às 21h52

O Governo de Pernambuco anunciou que irá suspender o gozo de férias dos policiais militares e civis do estado, no período de 15 a 31 de dezembro. A decisão tem o objetivo de prevenir e reduzir a criminalidade no mês de dezembro. A portaria será publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (15). Ainda nesta quarta (14), por determinação do Comando da Polícia Militar, os comandantes poderão considerar falta ou abandono de serviço o não-cumprimento do Programa Jornada Extra de Segurança - PJES. Eles estão sujeitos a medidas disciplinares. A decisão será publicada na quinta no Boletim Geral.

"A partir do momento em que ocorre a efetiva adesão e confecção de escala, o militar passa a estar na condição de cumprir compulsoriamente o serviço a que se submeteu voluntariamente, sob pena de violar o Código Disciplinar dos Militares do Estado de Pernambuco", informa a determinação do Comando Geral da Polícia Militar de Pernambuco.

>>> Paulo Câmara pede reforço do exército em caso de greve da PM

>>> Após nova passeata, PM descarta greve mas mantém operação padrão

>>> Mesmo sem greve da PM, Forças Armadas reforçam segurança no Recife

>>> Ex-capitão da PMPE diz ter sido rebaixado a tenente por perseguição do governo

>>> Polícia desmente boato sobre arrastão no Centro do Recife


De acordo com a portaria do governo, a necessidade de conter a violência em dezembro ocorre "diante do aquecimento da economia, das festividades de fim de ano e do aumento do fluxo de pessoas no Estado de Pernambuco, e tendo em vista a redução de policiais militares nas ruas em razão da não adesão ao Programa Jornada Extra de Segurança - PJES".

Na última sexta-feira, a Polícia Militar anunciou que iria manter o regime de operação padrão (não aderindo ao PJES), descartando a realização de uma greve. Na ocasião, a PM afirmou que irá se manter no regime até o dia 4 de janeiro, quando deve acontecer uma nova reunião entre a categoria e o Governo do Estado.

Por conta da redução no número de policiais militares, 3,5 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica estão, desde o dia 9 de dezembro, reforçando a segurança do estado. A comitiva das forças armadas deverá permanecer até o dia 19 de dezembro. 

Confira a portaria na íntegra:

Nesta quarta-feira (14), após uma onda de boatos nas redes sociais de arrastões no Centro do Recife, a Polícia Militar se viu obrigada a soltar uma nota desmentindo o caso. Confira a nota na íntegra:

Em razão dos muitos boatos sobre “arrastões” que estariam ocorrendo em diversos pontos do Grande Recife, a Polícia Militar esclarece que apenas na área do 16 BPM, no Centro da Cidade, houve registro de correria. Assustados, alguns comerciantes chegaram a fechar as portas, mas não houve registro de assaltos nesses episódios. Em Afogados, o 12 BPM chegou a ser acionado e dirigiu viaturas para o local indicado onde estaria havendo problema semelhante, mas nada foi encontrado. Em Jaboatão, cidade também citada nas redes sociais, não aconteceu nada e a polícia sequer foi chamada.

A respeito do Centro do Recife, a PMPE lembra que o policiamento foi distribuído de acordo com o que foi acertado durante uma reunião com a CDL, mas tendo em vista os problemas que aconteceram hoje, já foi enviado reforço para a área.

Nunca é muito alertar para o perigo de se reproduzir informações sem confirmação, pois a divulgação de boatos não contribui em nada, causando apenas prejuízos para os comerciantes e transtornos para a população.

Recomendados para você


Comentários

Por GIGANTE DO NORTE 17/12/2016,17/12/2016

A TENSÃO SOCIEDADE PERNAMBUCANA, ESTE GOVERNO É UMA AMEAÇA PARA A SEGURANÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO COBREM DELE TODOS OS DANOS CAUSADOS NA CIDADE.PAULO CÂMARA ACABE COM A OPERAÇÃO PADRÃO OU GIGANTE DO NORTE CONCEDENDO A ISONOMIA SALARIAL E ÓTIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO .

Por RODRIGUES,15/12/2016

Tem alguém para alertar ao Comandante da Polícia Militar do Estado de Pernambuco que abandono de serviço só se concretiza quando o militar abandona o serviço já assumido e não quando falta a ele? Art. 195. ABANDONAR, sem ordem superior, o posto ou lugar de serviço que lhe tenha sido designado, ou o serviço que lhe cumpria, antes de terminá-lo: Pena – detenção, de três meses a um ano. Em relação a isso os policiais podem ficar tranquilos e caso seja autuados dessa forma cabe danos morais

Por Eudes Freitas,15/12/2016

A propagação de boatos está sim acontecendo e por pessoas ligadas ao movimento paredista, através das redes sociais e todos sabemos e infelizmente sabemos também que muitos marginais estão se aproveitando pra entrar na onda dos boatos e realmente cometerem seus delitos ...Outra verdade a ser dita é que em abril deste ano (2015) os Policiais Militares fizeram suas reivindicações e aceitaram uma gratificação de 400 reais mensais para ativos e inativos para os praças e 600 para os oficiais, ganharam também 750 reais anualmente e saíram todos calados e não demostraram nehuma insatisfação durante o resto do ano, alguns até se vagloriaram perante as outras categorias! a inércia, comodismo das associações estão custando caro, pois enquanto os movimentos dos Policiais Civis passaram quase dois anos protestando, inteligentimente chamando a imprensa e população para o seu lado mostrando a situação precária da estrutura policial e que resultava em um serviço péssimo para a população e principalmente dizendo NÃO em aceitar migalhas, a Associação dos Policiais Militares só deixaram pra correr atrás agora depois que a Polícia Civil conseguiu alguma coisa, onde estava as Associações todo este tempo, Será que sempre esperarão uma categoria brigar e conseguir para depois vim atrás e querer a isonomia?????

Por LYRA,15/12/2016

Não sei mas, imagino que esse tal Hipólito, só espero que não seja meio afeminado como o Diogo Hipólito, é um tremendo do puxa saco de meliantes, entenda-se políticos, o incompetente governador, filho adotivo de Eduardo 10%, suspende as férias dos pobres militares que iriam passa o natal e o ano novo com a família para serem mortos nas ruas, já que com o aparelhamento que a PM possui qualquer maloqueiro estará bem mais armado, no entanto, ele o meliante Paulo Câmara, com certeza estará estará hospedado em um luxuoso hotel seis estrelas, bebendo e comendo, inclusive a madame, tudo com o dinheiro de nós otários, ou seja, com o dinheiro público, quem sabe resto daqueles R$300 mil que foi "GASTO" com guloseimas e mais R$100 mil em flores, para o palácio das meninas alegres.

Por Paulo Alfredo,15/12/2016

O caos e a baderna são filhos queridos da IMPUNIDADE. Não acontece NADA a quem depreda o patrimônio. Nem uma multa ou registro policial para fichar os canalhas. Assim é bom demais. E vai piorar, preparem-se!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM