Jornal do Commercio
Polícia Civil

Jovens de classe média são detidos suspeitos de assaltos na Zona Norte

O grupo é suspeito de ter assaltado e agredido um idoso de 73 anos na quarta-feira (8), no Monteiro

Publicado em 10/02/2017, às 09h48

Entre os objetos apreendidos com o grupo estão celulares e relógios / Foto: Maria Luísa Ferro/JC
Entre os objetos apreendidos com o grupo estão celulares e relógios
Foto: Maria Luísa Ferro/JC
JC Online

A Polícia Civil apresentou, na manhã desta sexta-feira (10), os detalhes sobre a prisão de dois jovens e apreensão de dois menores suspeitos de assaltos na Zona Norte do Recife. O grupo de classe média morava no bairro da Torre e teria assaltado e agredido um idoso de 73 anos na quarta-feira (8), no Monteiro.

Os suspeitos foram detidos enquanto jogavam futebol no Parque de Santana, na Zona Norte. Entre os objetos apreendidos com eles estão sete celulares, três carteiras, quatro relógios e duas pulseiras de ouro, além de um carro roubado.

De acordo com a polícia, os jovens eram vizinhos e usuários de drogas. Os pais deles ficaram bastante surpresos com as suspeitas de atividades criminosas dos filhos.

O grupo também é suspeito de praticar assaltos na região do Parque da Jaqueira, Parnamirim. Quem tiver sido vítima de um assalto praticado por eles deve se dirigir para a Delegacia de Casa Amarela.

Câmeras flagraram assalto a idoso na Zona Norte do Recife

Imagens das câmeras de segurança de um prédio, situado na Rua Jorge de Albuquerque, no Monteiro, Zona Norte do Recife, registraram, na noite dessa quarta-feira (8), o assalto a um idoso de 73 anos que dirigia um veículo preto. A investida ocorreu às 20h30 e foi publicada no PorAqui, plataforma colaborativa de notícias de bairro do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação.

No vídeo é possível ver quando o homem para o carro na frente do edifício e, logo em seguida, uma dupla sai de um segundo veículo que vinha logo atrás. Os bandidos, que estavam armados, são bastante violentos com a vítima e chegaram a dar coronhadas na cabeça dela.

Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Valésia,18/02/2017

"fotos destes jovens de família para que possam ser reconhecidos por outras vítimas.". (2)

Por Lopes,11/02/2017

O Brasil é um país de criminosos, governado por criminosos, que fizeram leis para manter os criminosos fora das cadeias. Os piores criminosos brasileiros encontram-se em Brasilia e frequentam o Congresso Nacional. Com as leis atuais é muito difícil para a polícia, que já opera em condições heróicas , manter um bandido preso. No Brasil o crime compensa como bem sabem os políticos brasileiros.

Por Solução para Segurança Pública,10/02/2017

Tenho a solução, para que o cidadão tenha qualidade de vida, com mais segurança, e melhores condições de trabalho e salários para aqueles que nos protegem no dia a dia, “ OS POLICIAIS “ eis a solução: a questão de segurança no país não é da policia/executivo, e sim de leis obsolêtas criadas pelos “NOSSOS POLITICOS PROFISSIONAIS” de Dep. Federais e Senadores/Legislativo, e do judiciário no caso os Juízes desonestos, então o que fazer: revisar nossa leis (legislativo) retirando mimos de presidiários tais como: ter presidios próximo da familia, direito de fazer exames e concursos Ex. ENEM, direito de trabalhar e abater da pena, ser remunerado; ter indultos, ter progressão de pena, ter televisão, biblioteca, posto de saúde, cumprir pena máxima 30 anos (Ex se julgado e punido com pena de 40 anos, pelas leis nossa só pode cumprir 30 anos, se botar a bíblia debaixo do braço, ai a vaca soluça), a visão de presidios hoje, é algo hilário, acabar com a foro privilegiado dos que se servem dos 3 poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, se alguém deve ter este foro, é o cidadão; 2º transferir a responsabilidade da segurança para os municipios, que terão a responsabilidade de contratar, “NÃO FAZER CONCUROS PÚBLICOS”, Recrutar, Selecionar, admitir, capacitar, acompanhar a vida laboral, monitorar, dar continuidade a seus serviços, o município deverá ter policia civil e bombeiro civil, IML, policia cientifica, corregedoria, e todo serviços de apoio, as policias militares irão para os quartéis, a guarda municipal será extinta, bem como policia rodoviária, ferroviária, aeroviária, aquaviaria, judiciária, legislativa, de transito, estas atribuições serão da policia civil, apenas 2 tipos de policias ficarão, ou seja, Policia Militar (dentro dos quartéis), e Civil/bombeiro civil. Todo trabalhador Policial Civil ou Bombeiro serão celetistas (CLT) e inscritos no RGPS, o policial civil, bombeiro e militar em inicio de carreira terá salário básico de R$1.874,00 mensais (salários unificados), regime de trabalho de 24h de trabalho por 72h de folga, auxílios de 6% de vales transportes, mais R$30,00/dia para refeições (equivalente a 2 refeições); SUS, Periculosidade de 30% de risco para a vida; 20% de Produtividade sobre atrasos/faltas, Produtividade de 50% sobre proatividade no exercício da profissão, aposentadoria compulsória aos 65 anos homem e 60 anos mulher, terá política de cargos e salários, quanto mais se graduar, capacitar, qualificar, isto contará pontos para sua carreira e salários, idêntico a qualquer trabalhador no regime RGPS, CLTista; 3º Unificar as policias, teremos apenas 2, uma militar que ficará dentro dos quartéis, protegendo nossa fronteiras, e a outra civil (o bombeiro também será civil), protegendo o cidadão.

Por LUIZ JOSE,10/02/2017

Aqui em Pernambuco não existe Policia " A" e Policia " C " , ambas trabalham em dar segurança e tranquilidade a população PERNAMBUCANA.

Por joao batista,10/02/2017

Caro Alexandre, leia as matérias de maneira correta. A sua querida Policia Civil apresentou, mas quem prendeu foi a Policia Militar. Cada um fazendo o seu trabalho constitucional. E nós, como cidadãos, devemos respeitar o trabalho de ambas.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM