Jornal do Commercio
OPERAÇÃO FORÇA NO FOCO

Polícias Civil e Militar realizam operação em Serra Talhada

O município de Serra Talhada teve dois dias de prisões, abordagens e cumprimento de mandados

Publicado em 20/04/2017, às 00h51

A operação foi uma resposta do Estado na contenção da crescente onda de assassinatos / Foto: JC Imagem/Arquivo
A operação foi uma resposta do Estado na contenção da crescente onda de assassinatos
Foto: JC Imagem/Arquivo
JC Online

A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) realizaram mais uma etapa da Operação Força no Foco, que teve por objetivo intensificar as atividades policiais de repressão e cumprimento de mandados policiais no município de Serra Talhada, Agreste do estado. A ação é uma medida de combate à onda crescente de homicídios em Pernambuco e aconteceu na terça-feira (18) e quarta-feira (19),. 

Segundo informações da PCPE e da PMPE, foram cumpridos três mandados de prisão, 19 de busca e apreensão domiciliar, além da realização de quatro prisões em flagrante delito. As polícias fizeram abordagens em todos os bairros de Serra Talhada e realizaram diligências focadas nos homicídios ocorridos entre os meses de janeiro e março de 2017.



O município de Serra Talhada registra até o momento 14 assassinatos, sendo um deles um duplo homicídio. A operação também realizou apreensões de droga, prisões em flagrante por tráfico de entorpecente e posse ilegal de arma de fogo, e colheu mais de 30 depoimentos. O modelo de trabalho foi similar ao de outra ação, entre os dias 11 e 12 de abril, no município de Araripina.

Homicídios

Pernambuco registrou mais de 1.500 assassinatos neste primeiro trimestre. Só em março foram 548. Segundo estimativas, se a média continuar, o estado pode terminar 2017 com mais de 6 mil assassinatos registrados, batendo o recorde de 4.634, do ano de 2006.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM