Jornal do Commercio
CRIME BRUTAL

Suspeito é preso por estuprar 4 enteadas e o bebê de uma delas

A criança de 2 anos pode ser filha do homem, que estuprou as adolescentes por quatro anos

Publicado em 16/05/2017, às 12h14

Em dezembro de 2016, a mãe das adolescentes, que não foi identificada, procurou a DPCA para fazer a denúncia / Foto: Reprodução/ Google Street View
Em dezembro de 2016, a mãe das adolescentes, que não foi identificada, procurou a DPCA para fazer a denúncia
Foto: Reprodução/ Google Street View
JC Online

"Um monstro". Foi dessa forma que o delegado Darlson Macedo, gestor do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) classificou Flávio Lobato, suspeito preso pela polícia por ter estuprado quatro enteadas e possivelmente também um bebê de dois anos fruto dos estupros que ele cometeu contra uma das garotas. O mesmo homem já foi indiciado em 2011 também pelo estupro da filha biológica, no Recife.

Em dezembro de 2016, a mãe das adolescentes, que não foi identificada, procurou o DPCA junto com a avó das vítimas e realizou a denúncia contra o suspeito, que se relacionava com ela e morava na mesma casa que as adolescentes.

De acordo com a polícia, o homem praticava os abusos há pelo menos quatro anos, em horários que as meninas estavam sozinhas e ainda as ameaçava; alegando que, caso elas contassem algo a alguém, a mãe seria morta.

Por conta dos abusos, conforme informação da polícia, uma das garotas engravidou. A criança, que atualmente está com 2 anos, pode ser filha de Flávio e também foi vítima do criminoso. Outra das quatro adolescentes confirmou que presenciou o momento em que o homem penetrou o dedo no órgão sexual da criança.



"Com tanto tempo de polícia, a gente ainda consegue se indignar com um tipo de criminoso desse. Além dos abusos, ele ameaçava essas crianças. Esse homem não dá nem para classificar como ser humano. Um monstro. Um pessoa covarde. Ele utilizava o seu órgão, as mãos, vários instrumentos. Uma monstruosidade sem tamanho", desabafou o delegado.

Segundo Darlson Macedo, Flávio já também já foi indiciado pelo estupro da filha biológica dele em 2011. Os abusos, conforme o delegado, ocorreram dos 9 aos 14 anos da garota.

A polícia ainda investiga se a mãe das meninas realmente não tinha conhecimento do crime. O gestor do DPCA aproveitou o caso e fez um apelo para que as pessoas que tenham conhecimento de algum caso de abuso sexual tomem providências para não serem responsabilizadas penalmente pela omissão. O suspeito pode pegar até 15 anos de prisão por cada caso de abuso das 4 meninas.

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual

A próxima quinta-feira, 18 de maio, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi estabelecida porque, neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória, no Espírito Santo, foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM