Jornal do Commercio
ABREU E LIMA

Ex-presidiário se passa por advogado para entrar no Cotel

A Polícia Civil iniciou investigação sobre um ex-detento que estaria utilizando identificação falsa de advogado para ter acesso a unidades prisionais

Publicado em 19/06/2017, às 15h23

O ex-presidiário teria entrado em outras unidades prisionais se passando por advogado / Foto: Divulgação/Polícia Civil
O ex-presidiário teria entrado em outras unidades prisionais se passando por advogado
Foto: Divulgação/Polícia Civil
JC Online

A Polícia Civil está investigando um ex-presidiário que se passa por advogado para entrar em presídios e cadeias de Pernambuco. De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciários, na última terça-feira (13), José Ricardo de Amorim foi ao Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, com a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em nome de Victor Douglas Vasconcelos de Azevêdo.

A Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco (Seres) confirmou que o homem, conhecido como Ricardo Dodói, teria tentado ter acesso ao Cotel, por volta das 12h30. Ao ser questionado sobre a falta de semelhança com a fotografia, ele disse que pegaria outros documentos de identificação, no entanto, fugiu em um carro prata. O advogado Victor Vasconcelos esclareceu que havia perdido a carteira há cerca de um mês e já havia relatado à OAB. Ele também informou que prestará queixa sobre o ocorrido ainda nesta semana.



A Polícia informou que José Ricardo está se apresentando em diversas cadeias do estado, usando carteiras de advogados diferentes ou usando o argumento de que esqueceu o documento. Ainda não se sabe a motivação das investidas. A Delegacia de Abreu e Lima está responsável pelas investigações.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM