Jornal do Commercio
Paulista

Padaria é assaltada pela sexta vez em Paulista

Sexto assalto aconteceu na noite desta quarta-feira. Vídeo mostra homem com capacete e apontando arma para vítimas

Publicado em 21/06/2017, às 23h01

Assaltante apontou arma na cabeça de cliente / Foto: Reprodução
Assaltante apontou arma na cabeça de cliente
Foto: Reprodução
JC Online

Uma padaria foi assaltada no bairro de Maranguape II, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, no início da noite desta quarta-feira (21). De acordo com o proprietário do estabelecimento, esta foi a sexta vez que o local é alvo de criminosos em dois anos. Nas imagens enviadas para o Facebook do Jornal do Commercio, o assaltante aparece usando capacete e armado com um revólver. Ele levou dinheiro da padaria e o celular de um cliente.

O crime aconteceu por volta das 19h. "Ele entrou sozinho apontando a arma para o meu filho e mandando ele ficar quieto", afirmou o dono da padaria, Halan Barros, de 41 anos. O assaltante foi até o caixa do estabelecimento, onde a esposa de Barros estava e levou cerca de R$ 200,00 "que seriam usados para fazer um pagamento amanhã". De acordo com o comerciante, o criminoso também levou o celular do único cliente que estava no local.



Frequência de assaltos

De acordo com Halan, esta é a sexta vez que o estabelecimento foi assaltado. Em 2016, foram todas as outras ocorrências. "No ano passado, a padaria foi assaltada cinco vezes, sempre por dois homens de moto. Dessa vez, o homem parecia diferente, não sei se pode ter ligação com os outros assaltos", analisou. O proprietário informou que prestou queixa na delegacia de Paulista.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM