Jornal do Commercio
Crime

Suspeito de tráfico usa filho de 9 meses para não ser preso

Homem suspeito de tráfico de drogas na região de São Caetano, no Agreste, usou o filho de nove meses como escudo para tentar não ser preso

Publicado em 15/07/2017, às 09h55

Caso ficará a cargo da Polícia Civil de São Caetano / Foto: Reprodução/Google Street View
Caso ficará a cargo da Polícia Civil de São Caetano
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online

Um homem de 23 anos suspeito de traficar drogas fez o próprio filho de nove meses refém para não ser preso. O caso aconteceu nessa sexta-feira (15), no Loteamento Nossa Senhora de Fátima, em São Caetano, no Agreste do Estado.

Segundo a Polícia Militar, Walafe Francisco da Silva, conhecido como "neguinho", estava vendendo entorpecentes na região. Quando a polícia chegou ao local onde o homem morava, ele pegou um revólver calibre 38 e fez o filho de escudo. Depois de negociações, o rapaz aceitou se entregar.



Com ele, foram apreendidos ainda R$ 275 em espécie, 115 "big-big" de maconha e 60 pedras de crack. Segundo o delegado José Lusiga, o suspeito já foi preso em 2013, também por tráfico de drogas e atualmente estava em prisão domiciliar. Walafe será apresentado a uma audiência de custódia na cidade de Arcoverde, no Sertão do Estado.


Recomendados para você


Comentários

Por ronaldo,15/07/2017

"BONZINNNN""""!!!!!! CADEIA NESSE BICHO DO MAL!!!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM