Jornal do Commercio
Violência

Adolescente de 13 anos é baleado após reagir a assalto em Quipapá

Adolescente levou um tiro nas costas e outro no peito após se recusar a entregar o celular em um assalto em Quipapá

Publicado em 17/07/2017, às 07h21

Caso aconteceu na Rua Lívio Galdino do Nascimento, conhecida como Rua do Choque, em Quipapá / Foto: Reprodução/Google Street View
Caso aconteceu na Rua Lívio Galdino do Nascimento, conhecida como Rua do Choque, em Quipapá
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online

Um jovem de 13 anos foi baleado após reagir um assalto no centro de Quipapá, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. O adolescente levou dois tiros, sendo um no peito e outro nas costas.

Segundo o 10º Batalhão da Polícia Militar, o adolescente andava pela Rua Lívio Galdino do Nascimento, neste domingo, quando foi abordado por um homem em uma moto que anunciou o assalto. O adolescente teria se recusado a entregar os pertences e foi atingido por dois disparos.



Ainda segundo a PM, ele foi socorrido para um hospital em Caruaru, no Agreste, e em seguida encaminhado ao Hospital da Restauração, no Recife. O garoto deu entrada na emergência pediátrica do HR às 2h43. O quadro de saúde dele é estável, mas ainda não há previsão de alta.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Lopes,17/07/2017

Os bandidos no Brasil viraram monstros. Matam sem piedade . Só são superados pelos seus criadores, os políticos brasileiros, representantes verdadeiros de satanás na terra. Assim sem querer querendo, quando presos deveriam dar uma surra nesses criminosos depois pisar nas mãos e pernas deles para que dessem uma folga nos assaltos. Não ficam nem uma semana na cadeia com essas leis aí.Tem é que matar essas pestes.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM