Jornal do Commercio
DIA DAS MÃES

Ex-namorado de vítima foi responsável por envenenamento em Camaragibe

Kiko, acusado de envenenar a família da ex-companheira Débora, estava em prisão temporária

Publicado em 18/07/2017, às 18h00

A delegada Euricélia Nogueira apresentou na tarde desta terça-feira a conclusão do inquérito sobre o caso da família envenenada em Camaragibe / Foto: Ashlley Melo/JC Imagem
A delegada Euricélia Nogueira apresentou na tarde desta terça-feira a conclusão do inquérito sobre o caso da família envenenada em Camaragibe
Foto: Ashlley Melo/JC Imagem
JC Online

A ouvida de Débora Regina Belo Soares, de 20 anos, principal vítima de envenenamento no último Dia das Mães, foi essencial para a conclusão do inquérito da Polícia Civil de que o ex-namorado dela, identificado como Jesimiel da Silva e conhecido como Kiko, é o responsável pelo crime de tentativa de homicídio. O caso aconteceu no domingo, dia 14 de maio, no bairro de Jardim Primavera, Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR). O inquérito foi apresentado na tarde desta terça-feira (18), em coletiva de imprensa.

"Kiko esteve na residência de Débora em duas ocasiões. Na primeira, ele foi buscar pertences que ainda estariam na casa dela, e depois ele retornou para ameaçar o ex-companheiro de Débora", informou a delegada Euricélia Nogueira, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

As perícias realizadas no processo de investigação, indicaram que havia veneno no coloral e no café. "Ele esteve na casa na quinta-feira (11/05) para colocar o veneno nos alimentos. Depois ele retornou na sexta-feira (12/05) para dizer que ia matar o ex-companheiro de Débora", confirmou a delegada.

O depoimento de Débora foi essencial para o indiciamento de Kiko, pois ele negava que tivesse frequentado a casa dela. Testemunhas oculares também confirmaram que ele esteve na casa da jovem. Além disso, uma reprodução simulada de onde as testemunhas se encontravam, possibilitou a certeza de que essas visitas ocorreram.



Kiko foi indiciado pela Polícia Civil e denunciado pelo Ministério Público. A justiça determinou que a prisão temporária do acusado fosse transformada em preventiva, pois ele já respondeu em liberdade pelo crime de latrocínio e agora deverá responder por tentativa de homicídio.

Entenda o caso

Nove pessoas de uma mesma família foram socorridas com sintomas de envenenamento no bairro de Jardim Primavera, em Camaragibe, RMR. Insatisfeito com o término do namoro com Débora Regina Belo Soares, de 20 anos, o ex-namorado Kiko é acusado de envenenar o almoço do Dia das Mães, preparado pela própria Débora.

Ela teria passado mal no sábado anterior ao Dia das Mães, mas não houve suspeita de que havia sido envenenamento. Apenas no domingo, quando toda a família comeu o almoço que a suspeita aumentou. As vítimas foram Talison Gomes Soares, Valquilene Maria Soares, Nilsa Maria da Silva, Augusto Francisco Soares, Regivaldo Francisco Soares, Vilma Maria Soares, José Edson Soares da Silva, Gleice Kelly Soares e Débora Soares.

Estado de saúde

Débora, principal vítima do caso, ficou com sequelas depois do envenenamento. Ela ainda está em recuperação, e precisa ser socorrida quase que diariamente por falta de ar após ter adquirido pneumonia. Em decorrência do intervalo de 45 dias no hospital, a jovem perdeu 10 quilos e se encontra fragilizada psicologicamente. Débora está em tratamento no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).


Recomendados para você


Comentários

Por Lopes,18/07/2017

Esse monstro saiu de algum filme de terror. Deveriam manda-lo de volta pro inferno que é o lugar dele. Mas como no Brasil a classe política se associou ao diabo para produzir monstruosidades e leis infernais, vai ver esse aí logo estará nas ruas se tiver um advogado satânico.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM