Jornal do Commercio
Tráfico

Grávida esconde droga na boca pra escapar de prisão em Petrolina

Grávida escondeu 24 pedras de crack na boca para tentar escapar de prisão por tráfico em Petrolina

Publicado em 01/08/2017, às 09h10

Ao todo, foram apreendidos 39 pedras de crack, quatro petecas de cocaína e R$ 150. / Foto: Divulgação/Polícia Militar
Ao todo, foram apreendidos 39 pedras de crack, quatro petecas de cocaína e R$ 150.
Foto: Divulgação/Polícia Militar
JC Online

Uma mulher grávida foi presa em flagrante por tráfico de drogas no centro de Petrolina, no Sertão do estado, nessa segunda-feira (31). Cristiane de Araújo Santos foi flagrada com 39 pedras de crack e quatro petecas de cocaína. Com a suspeita ainda foi apreendida a quantia de R$ 150.

Durante a ação, dizendo estar grávida, a mulher pediu para ir ao banheiro. Foi então que ela tentou se desfazer de um pequeno envelope com 24 pedras de crack colocando na boca. 



Segundo o delegado Daniel Moreira, responsável pelo caso, Cristiane afirmou que era viciada e que estava traficando. "Os policiais perceberam que ela estava com algo debaixo da língua e quando foram fazer a revista viram que era mais pedras de crack. Ela é uma usuária de crack que para sustentar o vício passou a traficar", explicou o delegado. 

Cristiane Araújo Santos foi conduzida para a Delegacia Civil. Ela será encaminhada para a audiência de custódia nesta terça-feira.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM