Jornal do Commercio
JUSTIÇA

Ex-soldado é condenado por causar a morte de enteado em Petrolina

O homem disse que agrediu o menino e o jogou contra a parede após ver que ele havia defecado perto de uma pia. A criança morreu em um hospital, em abril

Publicado em 09/08/2017, às 09h01

O homem foi condenado nessa terça-feira (8) / Foto: Reprodução/Google Street View
O homem foi condenado nessa terça-feira (8)
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Um ex-soldado do Exército identificado como Patricx Catarino de Assis foi condenado a 19 anos e 5 meses de prisão, nessa terça-feira (8), por causar a morte do enteado de 2 anos em Petrolina, no Sertão do Estado, em abril deste ano.

Em depoimento, o homem de 19 anos afirmou que agrediu com empurrões e chutes e jogou o menino contra uma parede após ver que ele havia defecado perto da pia da cozinha da casa onde moravam. No momento do crime, no dia 22 de abril, a mãe da criança estava trabalhando.

Após a agressão, o menino desmaiou e foi socorrido para o Hospital Universitário, mas não resistiu e morreu no dia seguinte.



Mãe da vítima sentiu alívio após condenação

A mãe da vítima, Viviane Oliveira, afirmou à Rádio Jornal que esperava uma pena maior para o homem, mas sentiu alívio após o julgamento. "Estou mais aliviada, espero que cumpra todos esses anos na prisão, seria um alívio para a família e para a sociedade, se livrar de alguém que agiu de uma forma tão cruel com uma criança tão dócil."

Viviane também relembrou que seu filho era "amável" e a "alegria da casa". Segundo ela, a família continua em choque após a morte do garoto.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM