Jornal do Commercio
Crime

Suspeito de ejacular em mulher dentro de ônibus em Camaragibe é solto em audiência de custódia

Segundo o delegado Ricardo Cysneiros, na noite desta terça foi coletado o material do braço da vítima para averiguação do Instituto de Medicina Legal (IML)

Publicado em 06/09/2017, às 12h07

A vítima está grávida de quatro meses e alegou que sentiu algo quente no braço / Foto: reprodução TV Jornal
A vítima está grávida de quatro meses e alegou que sentiu algo quente no braço
Foto: reprodução TV Jornal
JC Online
Com informações da repórter Cleide Alves

Um ambulante que teria ejaculado no ombro de uma mulher na noite desta terça-feira (5) foi liberado após passar por audiência de custódia na manhã desta quarta no Fórum de Jaboatão, no bairro de Prazeres. A prisão em flagrante foi convertida em liberdade provisória pela juíza Roberta Barcala Batista Coutinho.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), a juíza "fundamentou a decisão no fato do réu ser primário, registrar bons antecedentes, residir no mesmo endereço desde o nascimento, bem como que o crime pelo qual foi autuado não restou configurado, a princípio pela ausência no relato da vítima de ameaça ou violência".

A vítima, operadora de crédito de 27 anos, está grávida de quatro meses e alegou que sentiu algo quente no braço quando o coletivo chegava na integração de Camaragibe, vindo do Terminal da Macaxeira. "Ele estava vendendo chiclete dentro do ônibus. Perguntou se eu queria e eu disse que não. Como o ônibus tem ar-condicionado, é frio, então quando eu senti algo quente, achei que era só a mão dele, se segurando. Mas ele já estava com o órgão para fora", conta a mulher. "Eu comecei a gritar e ele foi se escondendo e dizendo que eu estava louca", completou.



De acordo com o delegado Ricardo Cysneiros, o suspeito alegou que estava com uma garrafa de água mineral, e que após balançar o objeto, molhou a mulher, o que foi descartado pela Polícia. "A garrafa foi encontrada dentro da mochila dele", explicou. A Polícia já solicitou à empresa de ônibus as imagens das câmeras de segurança do coletivo, que devem ajudar nas investigações do caso.

O homem deve ser autuado por estupro e porte de entorpecentes, pois com ele foram encontrados dois papelotes de maconha. A respeito da decisão do judiciário sobre o suspeito, o delegado afirmou que ainda não sabia o resultado da audiência de custódia. "Mas, independente do que for, a gente tem que respeitar, é o entendimento da legislação", afirmou.

São Paulo

O caso acontece dias após um homem ser condenado em São Paulo após ejacular no pescoço de uma mulher dentro de um coletivo. Na última semana, Diego Ferreira de Novais, 27 anos, foi preso duas vezes por ter assediado duas mulheres dentro de ônibus em avenidas de São Paulo. O homem já tinha 17 passagens pela polícia pelo mesmo tipo de crime. Nessa terça, ele foi condenado a dois anos de prisão por um estupro ocorrido há cerca de 4 anos.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por JOHN,07/09/2017

Queria saber se essa gozada tivesse sido na filha da Juiza. O que ela teria feito?

Por Fernando,06/09/2017

A Exma. Sra. Juíza seguiu apenas os preceitos da Lei. Ela agiu consoante os aspectos legais. Se a legislação deveria ser aprimorada, é outra coisa; mas, não é "culpa" da mesma.

Por MARCIA DA SILVA,06/09/2017

A culpa de tudo isso, a que chegamos como sociedade, são dos políticos de brasília, é o congresso nacional que faz as leis; são os políticos corruptos que passam as mãos nas cabeças dos criminosos. A Audiência de Custódia encontra-se prevista em pactos e tratados internacionais em que o Brasil é signatário, como o Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos e a Convenção Interamericana de Direitos Humanos (este último mais conhecido como Pacto de San Jose da Costa Rica). Como sabemos, a assinatura deste Tratado se deu em 1992, no entanto, foi recentemente que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) adotou as medidas a fim de colocar a Audiência de Custódia em prática.

Por Rodolpho,06/09/2017

Só falta agora a bandidagem fazer protesto fechando ruas e avenidas pelo direito de ejacular em público sem serem incomodados com estas ridículas audiências de custódia ....farão o ejaculaço com a devida proteção da lei, enquanto ficaremos presos e acuados em nossas residências e locais de trabalho, pois não tem mais quem proteja a Sociedade dos Cidadões babacas que produzem e pagam a conta deste cabaré chamado brasil. Só faltava esta mesmo..........o que ainda virá para nos aviltar mais ainda?

Por André Fufuca,06/09/2017

A sociedade adoeceu como um todo. Essa onda de ejaculação em coletivos é o retrato fiel de um país corrupto e desacreditado politicamente em suas autoridades máximas. Regredimos a idade da pedra mediante essas ejaculações a esmo...



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM