Jornal do Commercio
Zona Sul do Recife

Dono do Ponto do Açaí é preso suspeito de mandar atear fogo na Casa do Pará, em Boa Viagem

Três homens foram presos nesta terça-feira (12), suspeitos de participação no incêndio que atingiu uma loja de comidas típicas do Pará, em 20 de janeiro.

Publicado em 12/09/2017, às 09h57

O suspeito de ter sido o mandante do crime é proprietário do Ponto do Açaí, estabelecimento vizinho à casa incendiada / Foto: Reprodução/Google Street View
O suspeito de ter sido o mandante do crime é proprietário do Ponto do Açaí, estabelecimento vizinho à casa incendiada
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Atualizada às 13h38

Três homens foram presos na manhã desta terça-feira (12), suspeitos de participação no incêndio que atingiu uma loja especializada em produtos típicos da culinária paraense, a "Casa do Pará", em janeiro deste ano. As investigações apontam que Leonardo Emanuel Mendonça Lacerda, de 36 anos, teria sido o mandante do crime. Ele é proprietário da franquia Ponto do Açaí, que tem uma de suas lojas localizada em uma galeria na Avenida Conselheiro Aguiar, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. O estabelecimento é vizinho e concorrente da casa incendiada.

Segundo a delegada Beatriz Leite, da Delegacia Seccional de Boa Viagem, Leonardo estava dentro de casa com a família, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, quando foi detido. Ele não reagiu e foi encaminhado para a delegacia. Para a polícia, o incêndio foi criminoso. Testemunhas ainda relataram que o empresário costumava discutir com os proprietários das lojas vizinhas.

Os outros dois presos, identificados como João Victor Medeiros da Silva, de 22 anos, mais conhecido como "Lerdo", e José Plínio Bezerra dos Santos, de 24, seriam os executores do crime. O incêndio ainda teria sido praticado por um terceiro homem, como foi flagrado em imagens de circuito de segurança divulgadas em maio deste ano. O acusado é Romildo Soares da Silva, vulgo Tancredo, de 32 anos, que está foragido. A Polícia Civil continua em diligência para cumprir o quarto mandado de prisão preventiva.

Relembre o caso

Um incêndio atingiu, na madrugada da sexta-feira, 20 de janeiro, a loja "Casa do Pará", localizada na Avenida Conselheiro Aguiar, no Bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Segundo o Corpo de Bombeiros, o estabelecimento foi completamente destruído pelas chamas.

Ainda conforme a corporação, a ocorrência foi atendida por volta das 2h30 da madrugada e duas viaturas foram encaminhadas para o local. O incêndio só foi controlado cerca de uma hora depois.

De acordo com informações repassadas pelo 19º Batalhão da Polícia Militar, testemunhas relataram que teriam visto três pessoas chegando de moto e jogando querosene no local, ateando fogo.



Vídeo da ação

 

No vídeo, é possível ver quando três homens entram no estabelecimento, por volta das 2h30 da madrugada. Um deles está armado e chega a render um senhor que estava no local. Eles ainda colocam uma moto dentro da loja e, posteriormente, espalham um líquido inflamável por toda a área. No fim das imagens, eles riscam dos fósforos e o fogo se alastra rapidamente. Os três suspeitos e o homem que havia sido rendido saem correndo. Por pouco eles não são atingidos.

Segundo a delegada Beatriz Leite, as imagens foram fundamentais para que pudessem chegar na autoria do
crime. "Romildo foi reconhecido e entregou os comparsas. Em depoimento, ele ainda disse que ateou fogo na Casa do Pará porque apanhou de um dos funcionários, mas no curso das investigações ficou evidente que isso não aconteceu", afirmou.

Investigações

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta terça-feira (12), na sede Operacional da Polícia Civil, no Centro do Recife, a delegada Beatriz Leite esclareceu que a motivação do crime foi pela disputa da clientela. "Os pontos são colados e as mesas ficam na mesma calçada. Isso acabava fazendo com que os clientes comprassem o açaí de um local e sentassem na mesa do outro e vice-versa", afirmou.

Ao ouvir testemunhas e funcionários das duas lojas de açaí, a polícia ficou convencida de que Leonardo era o mandante do crime. Ele tinha passagem pelo sistema judiciário, assim como os executores do crime, que já tinham sido presos. "Leonardo já tinha respondido TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por ameaça. No sistema, ainda consta um BO (Boletim de Ocorrência) por lesão corporal contra ele", revelou a delegada, enfatizando que a investigação deixou claro que o empresário é uma pessoa explosiva.

Todos os suspeitos foram indiciados por incêndio criminoso e encaminhados ao Centro de Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Salvo Romildo, que ainda não foi encontrado pela polícia. Os executores também foram indiciados por roubo consumado, pois levaram os pertences do vigia da Casa do Pará durante a ação criminosa. O empresário ainda vai responder judicialmente por coação, por ter continuado ameaçando testemunhas no curso do processo, segundo a polícia.

O prejuízo para os proprietários da Casa do Pará foi de aproximadamente R$ 100 mil. "Um crime dessa natureza poderia ter tido consequências muito maiores. O próprio Ponto do Açaí poderia ter sido atingido pelas chamas, assim como outros estabelecimentos comerciais da galeria", finalizou a delegada.


Recomendados para você


Comentários

Por Eduardo,18/09/2017

NÃO COMPRO mais nada no PONTO DO AÇAÍ. Repassem para seus amigos!

Por Otavio,15/09/2017

Estudei com o Leonardo no Colegio Boa Viagem e jogamos voleibol na Selecao pernambucana Juntos. Leonardo sempre foi muito dedicado e esforcado no que fez. Perdi contato com ele por alguns anos pois acabei fazendo faculdade no Sul Brasil e depois pos-graducao no exterior. Acabei depois sabendo sobre ele através da midia numa reportagem sobre o ponto do acai. Desta forma, sempre que vou ao Recife nas minhas ferias, passo no ponto do acai, pela qualidade do produto vendido e para rever o Leonardo. O que sempre vi foi um Leonardo com boa relacao com seus clientes e amigos, o que alias eram muitos. Para mim é uma grande surpresa ver tantas pessoas falar o que estao falando do leonardo, pois ele sempre foi muito educado comigo e com minha familia, e sempre o vimos desta forma. Via que ele exigia muito dos funcionarios, mas sempre era com o intuito de tornar o atendimento aos clientes o melhor possivel. Percebia que ele se chateava muito, mas era sempre quando algum funcionario nao correspondia ao padrao de atendimento que ele deseja ter e manter em suas lojas. Peco a Deus que tudo se resolva da melhor forma e que a verdade esclareca tudo que está acontecendo.

Por Otavio,15/09/2017

Estudei com o Leonardo no Colegio Boa Viagem e jogamos voleibol na Selecao pernambucana Juntos. Leonardo sempre foi muito dedicado e esforcado no que fez. Perdi contato com ele por alguns anos pois acabei fazendo faculdade no Sul Brasil e depois pos-graducao no exterior. Acabei depois sabendo sobre ele através da midia numa reportagem sobre o ponto do acai. Desta forma, sempre que vou ao Recife nas minhas ferias, passo no ponto do acai, pela qualidade do produto vendido e para rever o Leonardo. O que sempre vi foi um Leonardo com boa relacao com seus clientes e amigos, o que alias eram muitos. Para mim é uma grande surpresa ver tantas pessoas falar o que estao falando do leonardo, pois ele sempre foi muito educado comigo e com minha familia, e sempre o vimos desta forma. Via que ele exigia muito dos funcionarios, mas sempre era com o intuito de tornar o atendimento aos clientes o melhor possivel. Percebia que ele se chateava muito, mas era sempre quando algum funcionario nao correspondia ao padrao de atendimento que ele deseja ter e manter em suas lojas. Peco a Deus que tudo se resolva da melhor forma e que a verdade esclareca tudo que está acontecendo.

Por Araujo,13/09/2017

Toda a população deve boicotar as lojas da franquia PONTO DO AÇAÍ. Esse é o nosso dever para dar uma resposta e não deixar impune esses atos criminosos.

Por Araujo,13/09/2017

Falou tudo Lyra.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM