Jornal do Commercio
RECIFE E OLINDA

PF deflagra operação para desarticular quadrilha de assaltantes de banco

No total, seis mandados de prisão e sete de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça

Publicado em 14/09/2017, às 07h57

Polícia Federal prende suspeitos de integrar quadrilha de assaltantes / Foto: ABr
Polícia Federal prende suspeitos de integrar quadrilha de assaltantes
Foto: ABr
JC Online

A Polícia Federal deflagrou uma operação, intitulada "Espinhos", nesta quinta-feira (14) para desarticular uma quadrilha de assaltantes de bancos com atuação em Pernambuco. Cinquenta agentes deram início ao cumprimento de cinco mandados de prisão preventiva, uma condução coercitiva e sete de busca e apreensão nos bairros da Linha do Tiro e Alto da Conquista, Zona Norte do Recife, e Beberibe e Águas Compridas, na cidade de Olinda. 

Investigações

A PF deu início às investigações após o assalto ocorrido na Caixa Econômica Federal, no bairro do Espinheiro, também na Zona Norte do Recife, no último dia 05 de maio. A investida à agência localizada na Rua da Hora contou com a participação de cinco criminosos e durou cerca de cinco minutos. 

Um dos suspeitos estava vestindo um fardamento de uma empresa de segurança privada, o que facilitou o acesso dos suspeitos ao interior do banco. Armados, eles roubaram os revólveres dos seguranças e recolheram toda a quantia de um guichê de atendimento aos clientes.



No dia 8 de maio, a PF em um ação conjunta com a Polícia Militar (PM) prendeu Paulo Henrique Andrade, de 35 anos, que estaria usando o fardamento de vigilante durante o assalto à Caixa do Espinheiro. Na residência do suspeito foi encontrado um revólver calibre 38 com seis munições que havia sido roubado de um segurança na ação criminosa. Além da arma e das munições, foi encontrada uma balança de precisão e uma pequena quantidade de maconha.

Outro crime

A Polícia Federal ainda acredita que a mesma quadrilha também é suspeita de ter roubado uma joalheria no município de Vitória de Santo Antão, Zona da Mata Norte do estado.

Justiça

A operação foi concluída conseguindo realizar a prisão de quatro criminosos e conduzir outro coercitivamente. Um suspeito permanece foragido. Os presos serão indiciados pela prática de organização criminosa e roubo qualificado com emprego de arma de fogo. Se condenados, eles poderão cumprir penas que variam de 6 a 12 anos de reclusão.


Recomendados para você


Comentários

Por Mark Twain,14/09/2017

Polícia Federal, a melhor polícia do Brasil!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Julgamento de Lula Julgamento de Lula
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou, no histórico 24 de janeiro de 2018, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ampliou a pena para 12 anos e 1 mês de reclusão
Copa do Nordeste 2018 Copa do Nordeste 2018
A 15ª edição da Copa do Nordeste tem um sabor especial. 2018 marca a volta das transmissões de futebol da TV Jornal. Ao lado da co-irmã de Caruaru e de nove afiliadas do SBT Nordeste, a emissora vai levar ao público todas as emoções do torneio
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM