Jornal do Commercio
Segurança

Curso de formação mais rápido para PMs

Governo de Pernambuco mudou a estratégia e reduziu tempo de formação de praças da Polícia Militar para conter índices de violência

Publicado em 30/09/2017, às 11h39

Solenidade aconteceu no Centro de Convenções nessa sexta (29) / Guga Matos/JC Imagem
Solenidade aconteceu no Centro de Convenções nessa sexta (29)
Guga Matos/JC Imagem
Da Editoria de Cidades

O governo do Estado mudou a estratégia e reduziu de oito para seis meses o tempo do curso de formação de praças da Polícia Militar. A ideia é abreviar a duração dos módulos – que vão desde aulas de direito, passando por defesa pessoal e práticas de tiro – na tentativa de acelerar medidas para conter os índices de violência. Sexta-feira 1.324 novos alunos participaram de solenidade no Centro de Convenções. A previsão é de que os praças estejam na rua até abril de 2018, de acordo com a Polícia Militar.

Após a formação, os novos policiais serão encaminhados aos locais críticos de segurança em todo o Estado, de acordo com estudos do setor de inteligência da Secretaria de Defesa Social e Polícia Militar, para atender as demandas, como explicou o secretário da pasta, Antônio de Pádua. “A divisão do efetivo é feita de forma pensada, estruturada, para que atenda toda a demanda do Estado. Então, Grande Recife, Agreste e Zona da Mata vão receber de imediato esse reforço. Algumas cidades mais urgentemente do que outras, mas todos os necessitados serão contemplados.”

No evento, o governador Paulo Câmara declarou que, a partir de 2018, concursos para contratação de 500 policiais serão realizados anualmente. “A SDS já está autorizada a fazer concursos anuais, para formar 500 policiais por prova, e suprir assim o quadro que se aposenta a cada ano”, destacou. Questionado sobre o que essa nova turma de alunos representava, afirmou que é mais um enfrentamento à grave questão da segurança pública. “Já formamos cerca de 1.500 alunos na semana passada, e com a formação desses até abril e o novo curso de formação da Polícia Civil, na próxima semana, estaremos cada vez mais preparados para enfrentar o tráfico de drogas, de armas, tudo em conjunto com a sociedade”, explicou.



Dos 1.324 alunos, apenas 117 são mulheres. Ser uma delas é motivo de honra para Liliane Cunha, 29 anos, que esteve no Centro de Convenções ontem. “Estou muito lisonjeada, principalmente por fazer parte do efetivo feminino, tão menor em relação ao masculino, mas onde todos são tratados iguais independente do sexo”, explicou. Para o colega de Liliane nos próximos meses, Jonathan Souza, 23 anos, o sentimento era de felicidade. “Estou muito feliz, pois isso aqui é um sonho, e muita gente acha que é pouco. Espero de verdade ser o que a sociedade espera, pois nós vemos como o Estado está e como precisa de segurança”, contou.

Polícia Civil

Na próxima semana, a segunda fase começa com a formação dos novos policiais civis. 1.283 aprovados, entre eles delegados, agentes, escrivães e profissionais da Polícia Científica, iniciarão os módulos, que devem durar até 31 de janeiro. “A expectativa é de que esse pessoal já esteja trabalhando nas delegacias em fevereiro. O nosso compromisso é que todo município tenha pelo menos uma equipe de policiais civis atuando, com um delegado, dois agentes e um escrivão trabalhando permanentemente e dando segurança a população”, detalhou Pádua.


Recomendados para você


Comentários

Por Gilberto Freitas,01/10/2017

Essa questão de colocar policiais próximo as eleições é tanto o quanto BIZARRO e OPORTUNO para os políticos fazerem média nos palanques com pouco treinamento. Se, os supostamente treinados não sabem trabalhar, imaginem dessa forma. TUDO POLÍTICA, JÁ IMAGINAVA ESTA VELHA ESTRATÉGIA, ME LEMBROU MAIS UMA VEZ "EDUARDO CAMPOS"

Por WELLINGTON ANDRADE,01/10/2017

Muito bem!! FALTA INVESTIMENTOS EM AÇÕES SOCIAIS, EMPREGOS e depois INVESTIR na SEGURANÇA PÚBLICA COM QUALIDADE, TÉCNICA E PREPARO PARA EVITAR O CAÓS. ACORDA POVO JÁ CONTER A VIOLÊNCIA COM INTELIGENCIA JÁ FORA PARTIDOS E POLÍTICOS CORRUPTOS E OMISSOS JÁ.ACORDA PERNAMBUCO E BRASIL JÁ.

Por EDWIN,01/10/2017

Cansei de comentar aqui no JC.não é colocando mais policiais nas ruas que será resolvida a Segurança Pública.na verdade o incompetente Governador Paulo Câmara.estar desesperado querendo se reeleger em 2018.nunca vi em minha vida um cara tão energúmeno,capadócio como este senhor Paulo Câmara.

Por Eloisio,01/10/2017

O governador agora vai ter mais policiais pra multar veículos com lâmpadas de Led, é só que essa anta sabe fazer. Prender bandidos, bem deixa pra lá, meu pai me ensinou a não se dizer tudo o que pensa.

Por Luciano,01/10/2017

Não vou nem comentar, por que o comentário de JOHN, já diz tudo.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM