Jornal do Commercio
Assassinato

Tragédia em Serrambi: mulher baleada por ex-genro permanece internada

Suzana Alencar teve o marido e a filha assassinados pelo ex-genro e foi baleada no pescoço durante a confusão. Ela foi levada ao Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo, e permanece internada sem previsão de alta

Publicado em 13/10/2017, às 08h52

Suzana, do lado direito, permanece internada no Hospital Dom Hélder Câmara no Cabo / Reprodução/Facebook
Suzana, do lado direito, permanece internada no Hospital Dom Hélder Câmara no Cabo
Reprodução/Facebook
Da Editoria de Cidades

A única sobrevivente da tragédia que aconteceu na noite dessa quinta-feira (12), na Praia de Serrambi, Litoral Sul do Estado, permanece internada e sem previsão de alta no Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho. Suzana Alencar, mãe de Paula Régis e esposa de Ênio Régis, ambos assassinados por Paulo Robert, ex-genro, que se matou após o crime, foi baleada no pescoço durante a confusão, mas passou por exames e não teve necessidade de cirurgia, de acordo com a assessoria da unidade de saúde.

Ainda segundo a assessoria, a Polícia esteve no local para tentar falar com Suzana, que está em estado de choque e não conseguiu dizer nada aos policiais. Não há informações sobre o enterro de Paula e do pai dela. Uma coletiva às 11h dará mais detalhes do caso.

Entenda o caso

Revoltado com o fim do relacionamento amoroso, um homem matou a ex-namorada, o ex-sogro, baleou a ex-sogra e depois se matou, na noite dessa quinta-feira (12), em Serrambi, Ipojuca, Região Metropolitana do Recife. De acordo com a polícia, Paulo Robert, de idade não informada, cometeu o crime após a mulher com quem tinha um relacionamento, identificada apenas como Paula Régis, de 20 anos, dizer a ele que queria se separar. O duplo homicídio seguido de suicídio aconteceu na casa da família da jovem.



Logo após matar a ex-namorada a tiros, Paulo matou o sogro, Ênio Regis, de 58 anos, e baleou a sogra, identificada como Suzana Alencar Fonseca, de 45 anos. A mulher foi atingida de raspão no pescoço. Ela foi socorrida para o Hospital Dom Hélder Câmara e passa bem, mas ainda não tem previsão de alta. A polícia ainda não sabe dizer quais as circunstâncias dos homicídios: se houve discussão antes ou se o suspeito já chegou na casa atirando.

Os corpos foram encontrados por policiais do 18º BPM dentro de casa. O caso foi registrado por policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Após perícia,  os corpos foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. Logo após o ocorrido, várias pessoas começaram a deixar mensagens de pesar e desejando forças para familiares das vítimas no Facebook.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM