Jornal do Commercio
Assassinato

Tragédia em Serrambi: mulher baleada por ex-genro permanece internada

Suzana Alencar teve o marido e a filha assassinados pelo ex-genro e foi baleada no pescoço durante a confusão. Ela foi levada ao Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo, e permanece internada sem previsão de alta

Publicado em 13/10/2017, às 08h52

Suzana, do lado direito, permanece internada no Hospital Dom Hélder Câmara no Cabo / Reprodução/Facebook
Suzana, do lado direito, permanece internada no Hospital Dom Hélder Câmara no Cabo
Reprodução/Facebook
Da Editoria de Cidades

A única sobrevivente da tragédia que aconteceu na noite dessa quinta-feira (12), na Praia de Serrambi, Litoral Sul do Estado, permanece internada e sem previsão de alta no Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho. Suzana Alencar, mãe de Paula Régis e esposa de Ênio Régis, ambos assassinados por Paulo Robert, ex-genro, que se matou após o crime, foi baleada no pescoço durante a confusão, mas passou por exames e não teve necessidade de cirurgia, de acordo com a assessoria da unidade de saúde.

Ainda segundo a assessoria, a Polícia esteve no local para tentar falar com Suzana, que está em estado de choque e não conseguiu dizer nada aos policiais. Não há informações sobre o enterro de Paula e do pai dela. Uma coletiva às 11h dará mais detalhes do caso.

Entenda o caso

Revoltado com o fim do relacionamento amoroso, um homem matou a ex-namorada, o ex-sogro, baleou a ex-sogra e depois se matou, na noite dessa quinta-feira (12), em Serrambi, Ipojuca, Região Metropolitana do Recife. De acordo com a polícia, Paulo Robert, de idade não informada, cometeu o crime após a mulher com quem tinha um relacionamento, identificada apenas como Paula Régis, de 20 anos, dizer a ele que queria se separar. O duplo homicídio seguido de suicídio aconteceu na casa da família da jovem.



Logo após matar a ex-namorada a tiros, Paulo matou o sogro, Ênio Regis, de 58 anos, e baleou a sogra, identificada como Suzana Alencar Fonseca, de 45 anos. A mulher foi atingida de raspão no pescoço. Ela foi socorrida para o Hospital Dom Hélder Câmara e passa bem, mas ainda não tem previsão de alta. A polícia ainda não sabe dizer quais as circunstâncias dos homicídios: se houve discussão antes ou se o suspeito já chegou na casa atirando.

Os corpos foram encontrados por policiais do 18º BPM dentro de casa. O caso foi registrado por policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Após perícia,  os corpos foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. Logo após o ocorrido, várias pessoas começaram a deixar mensagens de pesar e desejando forças para familiares das vítimas no Facebook.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.
Envelhecer bem Envelhecer bem
Com eles não tem isso de ficar em casa ou passar boa parte do dia lendo ou na frente da televisão. Não suportam dias monótonos. Eles são muito ativos e encaram qualquer desafio, até porque querem aproveitar a vida da melhor forma possível.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM