Jornal do Commercio
FATALIDADE

Menina de dois anos morre afogada dentro de um balde d'água no Agreste

Ela foi encontrada morta de cabeça para baixo dentro de um balde, no município de Poção

Publicado em 02/11/2017, às 08h55

O corpo da menina foi encaminhado para o IML / Foto: Cortesia
O corpo da menina foi encaminhado para o IML
Foto: Cortesia
JC Online
Com informações da Rádio Jornal Caruaru

Uma menina de 2 anos morreu afogada dentro de um balde com água, no Sítio Cafundó, na Zona Rural de Poção, no Agreste do Estado, na terça-feira (31). De acordo com informações de familiares, a criança estava em casa e saiu para visitar os tios, ao lado de sua residência. Quando chegou lá, não encontrou ninguém e retornou até a sua casa.

Quando entrou pela porta dos fundos, a ela foi até o banheiro e sem que ninguém percebesse, subiu em um banquinho e começou a brincar em um balde de água grande que estava lá.



Acidente

Enquanto brincava na água, a menina se desequilibrou e caiu de cabeça para baixo dentro do balde. Em seguida ela foi encontrada já morta pelos familiares. A perícia foi ao local e encaminhou o corpo da criança ao Instituto Médico Legal (IML) ainda na terça-feira. O sepultamento da menina ocorreu nessa quarta-feira (1º).


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM