Jornal do Commercio
PRISÃO

Homem é preso e autuado por duplo feminicídio na Macaxeira

O suspeito matou duas mulheres dentro de uma casa nessa segunda-feira (13)

Publicado em 14/11/2017, às 17h16

A prisão do suspeito foi apresentada durante coletiva de imprensa, pelo delegado Ricardo Silveira / Foto: Divulgação/Polícia Civil
A prisão do suspeito foi apresentada durante coletiva de imprensa, pelo delegado Ricardo Silveira
Foto: Divulgação/Polícia Civil
JC Online

Um homem foi preso suspeito de ter assassinado duas mulheres no bairro da Macaxeira, Zona Norte do Recife, nessa segunda-feira (13). Benjamin Carlos de Lima, de 57 anos, que mantinha um relacionamento extra-conjugal com a filha de uma das vítimas, foi autuado por duplo feminicídio. O acusado possui passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo, em 2005.

De acordo com a Polícia Civil, o homem se tornou suspeito porque Valquíria Araújo de Santana, de 44 anos, ligou para a filha e perguntou o que Benjamin estava querendo no local. Imagens de uma câmera de segurança de um estabelecimento também registraram quando o carro do suspeito passou em frente à casa de Valquíria e, em seguida, um homem com as mesmas características físicas de Benjamin usando um capacete segue em direção ao endereço.



"Apesar de Benjamin negar o crime, as roupas usadas pelo autor dos assassinatos foram encontradas em sua casa", relatou o delegado responsável pelas investigações Ricardo Silveira. Sobre a motivação do crime, a polícia ainda não tem uma linha de investigação definida. Porém o assassinato pode ter sido com um intuito patrimonial ou passional. "Existe a informação que Dona Valquíria teria recebido a importância de R$ 6 mil de uma aposentadoria atrasada de seu marido, falecido recentemente, e talvez o acusado pensou que o dinheiro estivesse na casa e tentou subtrai-lo. Ou pode ter sido ciúmes que tenham motivado o crime, já que o relacionamento com a filha da vítima era extra-conjugal", detalhou o delegado. A polícia acredita que somente Valquíria era o alvo. Já a idosa Maria José de Barros, de 66 anos, foi morta como queima de arquivo, já que ela conhecia Benjamin.

Relembre o caso

As cunhadas Maria José de Barros e Valquíria Araújo Santana foram mortas nessa segunda-feira (13) quando um homem efetuou vários disparos contra as duas, dentro de uma casa no bairro da Macaxeira. A idosa faleceu na própria residência e Valquíria foi socorrida e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Nova Descoberta, também na Zona Norte da capital. Em seguida, ela foi transferida para o HR na área central da cidade, porém ela também não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no final da manhã da segunda (13).


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Luiz Félix de Freitas Silva,15/11/2017

Pena de Morte para essa desgraça de ser humano. Esse verme asqueroso, o tal de Benjamin tinha que apodrecer no presídio (já morto) e o resto de putrefação queimado para não contaminar o meio ambiente. Haja revolta!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM