Jornal do Commercio
PRISÃO

Homem é preso e autuado por duplo feminicídio na Macaxeira

O suspeito matou duas mulheres dentro de uma casa nessa segunda-feira (13)

Publicado em 14/11/2017, às 17h16

A prisão do suspeito foi apresentada durante coletiva de imprensa, pelo delegado Ricardo Silveira / Foto: Divulgação/Polícia Civil
A prisão do suspeito foi apresentada durante coletiva de imprensa, pelo delegado Ricardo Silveira
Foto: Divulgação/Polícia Civil
JC Online

Um homem foi preso suspeito de ter assassinado duas mulheres no bairro da Macaxeira, Zona Norte do Recife, nessa segunda-feira (13). Benjamin Carlos de Lima, de 57 anos, que mantinha um relacionamento extra-conjugal com a filha de uma das vítimas, foi autuado por duplo feminicídio. O acusado possui passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo, em 2005.

De acordo com a Polícia Civil, o homem se tornou suspeito porque Valquíria Araújo de Santana, de 44 anos, ligou para a filha e perguntou o que Benjamin estava querendo no local. Imagens de uma câmera de segurança de um estabelecimento também registraram quando o carro do suspeito passou em frente à casa de Valquíria e, em seguida, um homem com as mesmas características físicas de Benjamin usando um capacete segue em direção ao endereço.



"Apesar de Benjamin negar o crime, as roupas usadas pelo autor dos assassinatos foram encontradas em sua casa", relatou o delegado responsável pelas investigações Ricardo Silveira. Sobre a motivação do crime, a polícia ainda não tem uma linha de investigação definida. Porém o assassinato pode ter sido com um intuito patrimonial ou passional. "Existe a informação que Dona Valquíria teria recebido a importância de R$ 6 mil de uma aposentadoria atrasada de seu marido, falecido recentemente, e talvez o acusado pensou que o dinheiro estivesse na casa e tentou subtrai-lo. Ou pode ter sido ciúmes que tenham motivado o crime, já que o relacionamento com a filha da vítima era extra-conjugal", detalhou o delegado. A polícia acredita que somente Valquíria era o alvo. Já a idosa Maria José de Barros, de 66 anos, foi morta como queima de arquivo, já que ela conhecia Benjamin.

Relembre o caso

As cunhadas Maria José de Barros e Valquíria Araújo Santana foram mortas nessa segunda-feira (13) quando um homem efetuou vários disparos contra as duas, dentro de uma casa no bairro da Macaxeira. A idosa faleceu na própria residência e Valquíria foi socorrida e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Nova Descoberta, também na Zona Norte da capital. Em seguida, ela foi transferida para o HR na área central da cidade, porém ela também não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no final da manhã da segunda (13).


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Luiz Félix de Freitas Silva,15/11/2017

Pena de Morte para essa desgraça de ser humano. Esse verme asqueroso, o tal de Benjamin tinha que apodrecer no presídio (já morto) e o resto de putrefação queimado para não contaminar o meio ambiente. Haja revolta!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM