Jornal do Commercio
Insegurança

Após sequestro de vigilante, UFRPE reforçará segurança em campus

Anúncio foi feito após segurança da UFRPE ter sido sequestrado na semana passada

Publicado em 18/12/2017, às 21h45

UFRPE vai reforçar segurança no campus do Recife / Foto: Arquivo/JC Imagem
UFRPE vai reforçar segurança no campus do Recife
Foto: Arquivo/JC Imagem
JC Online

Uma semana após o sequestro de um segurança, a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) prometeu, nesta segunda-feira (18), reforçar a segurança no Campus Recife, onde o crime aconteceu. No total, ao menos seis medidas devem ser tomadas para tentar diminuir a insegurança na unidade.

Após reunião entre representantes da reitoria, de agentes da segurança interna do campus e da Polícia Militar (PM), a instituição publicou uma nota no site da instituição nesta segunda-feira (17). Entre as medidas, está o reforço das rondas feitas pela PM no entorno da universidade, que fica localizada no bairro de Dois Irmãos, na Zona Oeste.

Para tentar controlar a circulação dentro da instituição, a reitoria decidiu implantar uma única área de entrada para dar acesso ao prédio central e outra de saída do local. Novas medidas também devem ser adotadas em relação aos veículos que transitam no campus. Os sistemas de videomonitoramento e de iluminação na UFRPE também devem ser reforçados.

Nota na Íntegra

NOTA À COMUNIDADE SOBRE SEGURANÇA NO CAMPUS RECIFE/SEDE

Recife, 18 de dezembro de 2017

A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) comunica algumas medidas a serem tomadas a fim de fortalecer a segurança no campus Dois Irmãos, no Recife. Uma reunião sobre o assunto foi realizada na tarde desta segunda-feira (18/12), na Reitoria da Instituição, contando com a participação de profissionais e gestores ligados à segurança da UFRPE e do Major Luiz Ignácio de Lima, subcomandante do 11º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco, responsável pela segurança pública na área onde se localiza a sede da UFRPE.

1. Em atendimento à Administração Superior, a Polícia Militar se comprometeu em fortalecer o policiamento na área externa ao campus e a atuar na segurança preventiva em conjunto com a Divisão de Segurança Universitária (DSU);



2. A área em que fica o Prédio Central passa a ter acesso único e exclusivo para entrada (guarita próximo ao CEGEN e a piscina) e saída (guarita em frente à Biblioteca Central);

3. Terão acesso livre ao campus apenas os veículos que possuírem o adesivo institucional, fornecido pelo Delogs (servidores) e Progesti (estudantes). Os carros que possuem o adesivo antigo devem realizar a troca pelo modelo atual até o dia 17 de abril de 2018;

4. Os condutores cujos veículos não forem adesivados serão abordados para identificação nas guaritas de acesso. Servidores e estudantes que não possuem o adesivo devem solicitá-lo de imediato;

5. Está prevista a contratação de serviço de vídeo-monitoramento para o campus no primeiro semestre de 2018;

6. Também em 2018, haverá a troca das lâmpadas do campus para o tipo LED, que garantem aumento na luminosidade e economia no consumo de energia;

A UFRPE analisa outras medidas a serem implementadas nos próximos meses, garantindo a ampla participação e o diálogo com os segmentos da Universidade.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM