Jornal do Commercio
ABUSO SEXUAL

Pastor do Ibura também foi denunciado por abusos antigos, diz polícia

Mais duas mulheres afirmaram que teriam sido abusadas pelo pastor quando eram menores de idade

Publicado em 16/04/2018, às 11h55

O pastor está preso no Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, desde sexta-feira (13) / Foto: Divulgação/ Polícia Civil
O pastor está preso no Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, desde sexta-feira (13)
Foto: Divulgação/ Polícia Civil
JC Online

Duas mulheres denunciaram o pastor de 52 anos, preso na sexta-feira (13), no Ibura, zona sul do Recife. As mulheres procuraram o Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) e afirmaram que teriam sido abusadas pelo acusado quando eram menores de idade. Estas novas denúncias aumentam o número de casos investigados contra o religioso.

No final de março, o pastor, que atua como representante evangélico há 20 anos, já havia sido apontado como autor de abusos sexuais contra pelo menos sete crianças com idades entre seis a 10 anos. De acordo com informações do delegado titular da DPCA, Darlson Macedo, o homem se aproveitava das menores durante atividades relacionadas a Igreja Pentecostal Shalom, no qual era fundador.

Durante coletiva a imprensa nesta segunda-feira (16), o delegado afirmou que em uma de suas investidas, o pastor levava as crianças para a praia e praticava os abusos com elas dentro do mar, se aproveitando da baixa estatura e colocando as vítimas em seu colo. O religioso nega todas as acusações e diz ser vítima de vingança.

O pastor está preso no Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, desde sexta-feira (13). A igreja , também localizada no Ibura, foi fechada após as denúncias.



Relembre o caso

Um pastor evangélico foi denunciado, por três mães, com a suspeita de estuprar sete meninas, entre seis e dez anos de idade. De acordo com uma das mães, o pastor também levava as crianças para tomar banho de piscina na residência dele e abusava delas dentro da água.

Outra mãe também relatou que a filha mais velha dela viu o homem violentando uma das vítimas duas vezes.

A suspeita foi levantada após uma das meninas contar para a mãe o abuso que havia sofrido. A queixa foi registrada no Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA).

Após a primeira denúncia, outras crianças também admitiram que tinham sido vítimas do pastor, e sofriam ameaças caso revelassem para alguém. No boletim de ocorrência foi mencionado um notebook que, segundo o tio de uma das vítimas, teria vídeos pornográficos de adolescentes.

 


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Jenice,16/04/2018

Quem é esse "PASTOR"??? É preciso dizer quem é! Só assim podem aparecer mais vítimas denunciando!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM