Jornal do Commercio
Microcefalia

Bebês com microcefalia tomam banho na Praia de Muro Alto

Durante o banho, as mães das crianças foram orientadas por fisioterapeutas,psicológos, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos

Publicado em 17/02/2017, às 10h18

A ação é uma inicativa da Prefeitura de Ipojuca / André Nery/JC Imagem
A ação é uma inicativa da Prefeitura de Ipojuca
André Nery/JC Imagem
JC Online
Atualizada às 10h57

A Praia de Muro Alto recebeu na manhã desta sexta-feira (17) a visita de uma turma bem animada. Um grupo de bebês com microcefalia, sob os cuidados das mães, tomou um banho de mar na praia localizada no Litoral Sul de Pernambuco. A ação é uma inicativa da Prefeitura de Ipojuca, junto a Secretaria Municipal de Sáude. 

Durante o banho, as mães das crianças foram orientadas por fisioterapeutas. A atividade ainda teve a supervisão de psicológos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e gestores de saúde.

De acordo com Maria Maranhão, diretora de Atenção à Saúde de Ipojuca, o intuito é que essa prática se torne rotineira. "Esse foi o primeiro banho de mar e ele vai ser instituído em todo o planejamento de 2017. A intenção é que pelo menos uma vez por mês a equipe do Centro (de Reabilitação em Microcefalia) venha com eles", afirmou. 


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Como efeito do banho, os bebês ficaram bastante sonolentos e tiveram um momento de relaxamento quando saíram da água. As 13 crianças atendidas no Centro de Reabilitação em Microcefalia de Ipojuca estiveram presentes. Esta visitas com cárater lúdico servem de complemento à saúde e contribuem para que elas durmam melhor.

Vídeo

Cinthya Leite, repórter do Jornal do Commercio, fez uma transmissão deste contato das crianças com as águas de Muro Alto pelo Facebook:

No Instagram o banho também foi registrado:

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM