Jornal do Commercio
JC 360

Tradição no exame por imagem em Pernambuco

Rapidez do processamento e tecnologia digital garantem maior qualidade na radiologia

Publicado em 17/06/2017, às 15h00

Erika Rocha e José Rocha de Sá / Ashlley Melo/JC360
Erika Rocha e José Rocha de Sá
Ashlley Melo/JC360
JC Online

Quando ainda no século XIX o físico alemão Wilheim Rontgen descobriu que era possível usar um feixe de raios ionizantes para reproduzir imagens de ossos e de tecidos mais densos, certamente ele não podia imaginar que a sua descoberta seria ainda hoje uma ferramenta importante para identificar e tratar algumas doenças. O raio-x, como ficou conhecido, é considerado o ponto de partida da radiologia e do diagnóstico por imagem.

"Os métodos de imagem são complementares a avaliação clínica, eles não substituem a consulta com o médico. Eles podem ser utilizados em praticamente todas as patologias que afetam o corpo humano e são fundamentais tanto no diagnóstico quanto no acompanhamento do tratamento", explica o radiologista Adriano Rocha de Sá, diretor médico do Instituto Diagnóstico José Rocha de Sá.

A evolução tecnológica proporcionou avanços importantes no diagnóstico por imagem. É o caso da tomografia computadorizada e da ressonância magnética, métodos mais modernos e capazes de proporcionar imagens com maior nitidez para os médicos, garantindo também mais segurança para os pacientes.

"Hoje, existem ferramentas capazes de analisar as imagens em vários planos e medir com muito mais precisão as pequenas lesões. Com isso, não só a qualidade do laudo aumentou como a produtividade do radiologista também. Consequentemente, a possibilidade de erros diminuiu", diz Adriano Rocha de Sá.



Em Pernambuco, o desenvolvimento da radiologia e diagnóstico por imagem está intimamente ligado ao nome do radiologista José Rocha de Sá, de 81 anos, presidente do grupo que leva o seu nome. Uma história que começou há quase 50 anos, em 1968, quando ele inaugurou a sua primeira clínica, apenas com um equipamento de raio-x.

"Tinham poucos radiologistas aqui no Recife e quase nenhum tinham formação específica e treinamento. Eram radiologistas improvisados que escolheram a profissão por oportunidade", relembra o médico José Rocha de Sá.

Com três unidades em funcionamento - Multimagem, Centro de Medicina Nuclear de Pernambuco (Cemupe) e Instituto Diagnóstico José Rocha de Sá - o grupo continua investindo em tecnologia.

"Trabalhamos com tecnologia, não podemos parar, acompanhar a evolução sempre será uma grande preocupação do Grupo Jose Rocha. A rapidez do processamento, a qualidade da imagem, a tecnologia que antes era analógica hoje é digital”, explica Erika Rocha, uma das sócias do Grupo.


Recomendados para você


Comentários

Por frederico beltrao,19/06/2017

É tudo verdade . Sou uma testemunha viva disso . A Multimagem é das melhores , e tem simplesmente o melhor Médico Tomaografista do Brasil , o Dr Eolo .



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM