Jornal do Commercio
Diversidade

Angu promove oficina de teatro para pessoas trans na Caixa Cultural

Inscrições vão até o dia 22 de março e é voltada para iniciantes

Publicado em 20/03/2017, às 12h12

Oficina é voltada para a formação de pessoas trans nas artes dramáticas / Reprodução
Oficina é voltada para a formação de pessoas trans nas artes dramáticas
Reprodução
JC Online

O Coletivo Angu de Teatro, em parceria com a Caixa Cultural Recife e o Gente Arteira, irá oferecer um curso voltado para a formação e capacitação de pessoas transgênero nas artes dramáticas. A oficina TRANS na Cena tem como objetivo iniciar pessoas com pouca ou nenhum experiência no mundo do teatro.

Na atividade, os integrantes do Coletivo Angu de Teatro irão compartilhar suas experiências cênicas e métodos de trabalho em um processo que abarca conhecimentos teóricos e experiências práticas. Ao final, haverá apresentação prática de trabalho, no dia 17 de Maio, no Teatro da Caixa Cultural.

INSCRIÇÕES

A oficina é gratuita e seguem até o dia 23 de março. Para participar, é preciso enviar email para gentearteirape@gmail.com. Informações: 81 99735-4241 / infos.angu@gmail.com 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM