Jornal do Commercio
NACIONAL

Mostra Brasileira de Dança divulga programação da 14ª edição; veja

Evento acontecerá em seis equipamentos culturais do Recife

Publicado em 17/07/2017, às 10h19

A 14° edição da Mostra conta com cinco montagens de artistas profissionais do Estado  / Foto: Divulgação
A 14° edição da Mostra conta com cinco montagens de artistas profissionais do Estado
Foto: Divulgação
JC Online

Em 2017, a Mostra Brasileira de Dança (MBD) realiza a sua 14° edição, agregando a força da dança de Pernambuco em um festival que faz parte da história cultural local. Este ano, a MBD acontece entre os dias 3 e 12 de agosto em seis equipamentos culturais do Recife e com uma programação que inclui a exposição O Corpo Fala e o lançamento do livro Sobre as Pontas dos Pés, da bailarina Juliana Siqueira.

Além da participação de grupos em formação, a Mostra conta também com espetáculos de grupos profissionais do Estado, do Rio Grande do Norte e traz para a noite de estreia de apresentações a montagem LUB DUB, do Balé Teatro Castro Alves, da Bahia. A exposição O Corpo Fala será aberta ao público no dia 3 de agosto, às 19h, no Centro Cultural Correios, com as telas do artista plástico Sérgio Pires, mostrando sua pesquisa em expressão corporal e artística.

A vídeodança Dança Macabra, da Cia. ETC., lançada em janeiro deste ano, também faz parte da exposição e conta em 26 minutos a história de uma epidemia que atinge pessoas do Recife, levando- as a dançar por dias nas ruas da cidade. A cia. também realizará performance na abertura, em diálogo com as telas do artista.

Em cartaz até o dia 30 de setembro, o público poderá conferir ainda como parte integrante da programação da Mostra no Centro Cultural as performances Entorpecer (Aneska França e Darilson Cassiano - PE) e Versus (Animatroonnicz - PE) nos dias 4 e 7 de agosto, respectivamente. O espaço também recebe no dia 7 a Escuta da Dança, um encontro para debater a atualização do edital do Funcultura na área da dança.

TEATROS

Pela primeira vez na MBD, o Balé Teatro Castro Alves abre as apresentações desta edição no Teatro Santa Isabel, no sábado (5), às 20h, com a montagem Lub Dub, do Coreógrafo Coreano Jae Juk Kim. A Companhia é destaque no cenário da dança nacional e a primeira pública de dança do Norte e Nordeste, fundada em 1981.



Com mais de 70 montagens em seu repertório, o Balé leva ao palco em Lub Dub a inspiração na diversidade de sons percussivos, promovendo o trânsito das culturas Afro- Brasileira e Sul-Coreana. O nome do espetáculo significa, para a medicina, as batidas do coração. A junção entre esses sons, entre as batidas, faz emergir nos corpos dos 10 bailarinos em cena uma movimentação pulsante.

Na mesma noite, no hall do Teatro Santa Isabel, às 19h, será lançado o livro Sobre as Pontas dos Pés, da bailarina Juliana Siqueira. A publicação tem como pano de fundo o balé clássico, partindo de um estudo sobre o processo de indicação para o uso da sapatilha de ponta e discutindo informações importantes acerca do tema - articulando conhecimentos da arte, da educação e da saúde. “O livro vem auxiliando na compreensão de aspectos importantes na formação em dança de todos os atores envolvidos direta ou indiretamente com o balé clássico”, explica a autora.

A 14° edição da Mostra conta com cinco montagens de artistas profissionais do Estado selecionados pela curadoria do Festival. São elas Ecos (Cia. Luciana Freire D’anunciação), Enchente (Flávia Pinheiro), O Silêncio e o Caos (Dielson Pessoa), Tijolos do Esquecimento (Acupe Grupo de Dança) e Zoe. De Pernambuco o público também confere a apresentação do espetáculo Majhô Majhobê – Olubajé, da Cia. Pé-Nambuco de Dança. Já o bailarino e pesquisador Alexandre Américo traz de Natal (RN) o trabalho Cinzas ao Solo.

Na sexta-feira (11), no teatro Luiz Mendonça, acontece a Mostra dos Grupos em Formação - espaço tradicional que visa oportunizar um lugar para os jovens bailarinos apresentarem seus trabalhos em um ambiente de troca com bailarinos profissionais. Foram selecionados este ano o Grupo Matulão de Dança, Grupo Ária Clássico, Academia Fátima Freitas, Cia. Árabe Dançabilita, Escola Gesttus, Cia. Street Masters, Escola de Dança Jaime Arôxa Recife e Simone Monteiro Ballet.

Os ingressos serão vendidos no site compreingressos.com a partir do dia 20 de julho e nas bilheterias dos teatros 2 horas antes de cada espetáculo. As entradas custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) com exceção do espetáculo LUB DUB (R$ 30 e R$ 15). A 14° Mostra Brasileira de Dança conta com o apoio da Prefeitura do Recife e Governo do Estado de Pernambuco.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA MOSTRA BRASILEIRA DE DANÇA 2017:

Programação MBD 2017


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM