Jornal do Commercio
Perfil

Carlos Santos, programado para fazer rir

O comediante jaboatonense Carlos Santos, de apenas 16 anos, tem ganhado evidência por seu texto original e imitações

Publicado em 11/09/2017, às 20h00

Carlos Santos  / (Foto: Divulgação)
Carlos Santos
(Foto: Divulgação)
JEFFERSON SOUSA

O stand-up comedy vem ganhando espaço nos palcos e bares da Região Metropolitana do Recife em ritmo frenético: nessa mesma época, em 2016, apenas três casas ofereciam apresentações deste gênero humorístico norte-americano. Hoje já são nove fixas. Novos artistas do riso ganharam mais espaços para mostrarem o seu melhor, como é o caso de Carlos Santos, comediante de 16 anos que vem se destacando no Estado.

Programado para fazer rir

O que fez o jaboatonense Carlos ganhar evidência, além do seu texto rápido e original, foi a habilidade da imitação, um dos seus carros-chefes. “Desde criança, quando assistia ao Programa do Silvio Santos, ficava tentando imitá-lo e aos artistas convidados. Bem, ainda faço isso, mas agora com quase tudo que vejo”, contou o jovem, que faz imitações de Agnaldo Timóteo, Sidney Magal, Marília Gabriela, Ana Vilela, Reinaldo Roce, Silvio Luiz, Dudu Camargo, Netinho de Paula, Lucas Lucco, Mc Sheldon, Marcelo Resende, Ariano Suassuna, Jorge & Matheus, Aracy da Top Therm, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Ana Carolina e, claro, o próprio Silvio Santos.

Carlos não consegue lembrar de uma época em que já não estivesse envolvido com o humor, e foi assim, gradativamente, que a vida o levou para os palcos. “Foi algo natural, desde pequeno vi que fazia as pessoas sorrirem com as imitações, então, me inspirando no paraibano Shaolin, preparei o meu primeiro show e apresentei no culto da igreja que frequento”, revelou.
Nascido em abril de 2001, Carlos divide os palcos com comediantes muito mais velhos, mas isso não os diferencia quando estão em cena. O jovem mantém uma agenda ativa mensalmente, sendo atração principal em alguns casos. Toda quinta-feira, por exemplo, no Beer 9 (Rua Madre Rosa, 181, Jardim São Paulo) ele tem a própria noite humorística, onde convida outros comediantes não fixos do local para completar a programação.

A pouca idade atrapalha algumas questões profissionais de Carlos, mas sua maturidade é o ponto forte que mantém seu trabalho nos trilhos.



“Já houve casos em que os shows fora do Estado eram proibidos para menores, então a produção teve que me ‘barrar’. Também há programas televisivos voltados para ao gênero que não permitem participantes com menos de 18 anos”, disse o pernambucano, que divide o seu empenho entre a preparação semanal dos textos e atuações com os estudos do 2º ano do ensino médio. Completou: “Sei que estou conseguindo viver com muitas responsabilidade, principalmente por reconhecer que ainda tenho muito o que aprender e caminhar.”

Carlos planeja seguir a carreira no humor em paralelo com os estudos na área de comunicação, vivendo rodeado de sorrisos provocados por sua arte. “Já entrei no meio artístico sabendo que haveria luta, e que eu necessitaria de muita persistência para continuar. A cada show, revigoro minha vontade de continuar com o que mais acredito: arrancar sorrisos do próximo é um dom de Deus que sigo com humildade e paixão”, completou.

Contando com o Beer 9, Carlos Santos faz uma média de quatro shows semanalmente. Recentemente, confirmou que vai se apresentar na próxima sexta no Igarassu Festival de Comédia. Toda a agenda do comediante pode ser vista no seu perfil do Instagram: @carlossantosoficial1.

Carlos prepara um show mais do que especial para o próximo dia 28 de outubro: ao lado do comediante recifense Drailton Oliveira, ele gravará seu primeiro DVD de humor, que terá apresentação de Marquinho Saile e produção de André Ben. A gravação acontecerá no Teatro Silogeu (Rua João Fernandes Vieira, 200, Matriz, Vitória de Santo Antão).


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM