Jornal do Commercio
CRÍTICO

Ai Weiwei criará em Berlim obra dedicada a imigrantes

Ele usará coletes salva-vidas deixados pelas pessoas na ilha grega de Lesbos

Publicado em 03/02/2016, às 10h24

Ai Wei Wei multiplicou nos últimos meses suas iniciativas para denunciar as políticas europeias que, segundo ele, põem em risco a vida das pessoas que tentam chegar ao seu território / Patrick Kovarik/AFP

Ai Wei Wei multiplicou nos últimos meses suas iniciativas para denunciar as políticas europeias que, segundo ele, põem em risco a vida das pessoas que tentam chegar ao seu território

Patrick Kovarik/AFP

AFP

O artista chinês Ai Weiwei reunirá milhares de coletes salva-vidas abandonados por imigrantes na ilha grega de Lesbos para criar, em Berlim, uma obra dedicada a este êxodo e às suas vítimas - anunciaram autoridades locais, na terça-feira (3/2).

A prefeitura de Lesbos, que se tornou o principal ponto de entrada dos imigrantes na Europa, "doou 14 mil coletes salva-vidas" para este projeto, de acordo com nota divulgada pelo governo local.

"O objetivo da obra é mobilizar a comunidade internacional contra o crime cometido diariamente no mar Egeu pelos traficantes de pessoas", completou o texto.

Os coletes salva-vidas carregados pelos refugiados e imigrantes, que migram em massa para a Europa depois de cruzarem o mar Egeu entre Turquia e Grécia, tornaram-se o símbolo deste êxodo e de seus perigos.

A maioria é fabricada na Turquia e não oferece qualquer proteção em caso de naufrágio.

Nos últimos meses, o artista dissidente chinês multiplicou suas iniciativas para denunciar as políticas europeias que, segundo ele, põem em risco a vida das pessoas que tentam chegar ao seu território.

Em janeiro, ele anunciou sua intenção de criar um memorial em Lesbos, em homenagem àqueles que se afogaram durante a travessia.

Segundo as últimas estatísticas publicadas pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), 272 pessoas faleceram no mar Egeu somente em janeiro de 2016.

Nesta terça-feira (2/2), nove imigrantes, entre eles dois recém-nascidos, morreram afogados perto da costa turca, quando tentavam chegar à Grécia.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM