Jornal do Commercio
CULTURA POPULAR

Os 80 anos de J. Borges são celebrados em mostra na Caixa Cultural

O xilogravurista e patrimônio vivo vai ser tema de uma mostra com 30 peças, incluindo 10 inéditas

Publicado em 14/12/2016, às 12h40

J. Borges no seu ateliê / Xirumba/Divulgação
J. Borges no seu ateliê
Xirumba/Divulgação
JC Online

Um dos principais nomes da arte popular de Pernambuco, o xilogravurista J. Borges vai ser tema uma mostra na Caixa Cultural Recife a partir do dia 20 de dezembro, seu aniversário. Atualmente com 80 anos, o patrimônio vivo do Estado vai trazer 30 xilogravuras e matrizes, sendo 10 delas inéditas.

J. Borges ainda vai realizar uma oficina entre 17 e 19 de janeiro. A abertura, no dia 20 de dezembro, às 19h, é para convidados, mas a visitação fica aberta de 21 de dezembro até 12 de fevereiro de 2017. 

CURADORIA

A curadoria da mostra é de José Carlos Viana e Marcelle Farias. A exposição terá também uma parte dedicada à poesia popular, com versos de J. Borges e obras de J. Miguel e Manassés Borges, filhos do artista. Haverá também um vídeo com sua cinebiografia.

Neste ano, foi lançada uma edição de um conto de José Saramago com xilogravuras de J. Borges. Além da famosa parceria com Eduardo Galeano, o artista já vem trabalhos para edições da Cosac Naify, como a dos contos dos Irmãos Grimm.

Serviços

Exposição J. Borges 80 anos, na Caixa Cultural Recife (Av. Alfredo Lisboa, 505, Praça do Marco Zero, Bairro do Recife). Abertura: 20 de dezembro de 2016, às 19h. Visitação: 21 de dezembro de 2016 a 12 de fevereiro de 2017; terça a sábado, das 10h às 20h, domingo, das 10h às 17h. Entrada Franca. Informações: 3425-1915.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM