Jornal do Commercio
inesperado

Abacaxi deixado por jovem em museu vira ‘obra de arte’

O estudante Ruairi Gray esqueceu um abacaxi no museu da sua universidade e viu a fruto se tornar objeto de exposição

Publicado em 12/05/2017, às 19h49

O abacaxi deixado por Ruairi Gray foi incorporado pela exposição / Facebook/Reprodução
O abacaxi deixado por Ruairi Gray foi incorporado pela exposição
Facebook/Reprodução
JC Online

Ao visitar o museu da sua universidade, a Robert Gordon University (RGU), na cidade de Aberdeen, na Escócia, o estudante Ruairi Gray havia levado um abacaxi para fazer uma brincadeira com um amigo. Assim, ele simplesmente deixou o abacaxi em cima de um display vazio, para fingir que se tratava de um objeto da exposição.

Alguns dias depois, Ruairi Gray viu o abacaxi se tornar de fato parte da exposição do museu da Robert Gordon University. A fruta havia sido colocada dentro de uma redoma de vidro para proteção, como se fosse uma das obras de arte do local.



IRREAL

“Há alguns dias, eu coloquei um abacaxi perto de um display de arte. Entrei lá hoje e alguém da RGU o moveu para um display de vidro. Irreal”, escreveu o jovem.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM