Jornal do Commercio
Cervejas

Beerdock chega à Zona Sul

Com porte de fôlego, casa de Boa Viagem confirma a fama de melhor cervejaria da cidade

Publicado em 06/09/2017, às 19h28

Beerdock: clássicos como o joelho de porco e a melhor oferta de cervejas da cidade / Léo Motta / JC IMAGEM
Beerdock: clássicos como o joelho de porco e a melhor oferta de cervejas da cidade
Léo Motta / JC IMAGEM
Bruno Albertim

Neste momento em que abrem e fecham casas do gênero e até as velhas lojas de conveniência se viram obrigadas a oferecer vários rótulos além das velhas pilsens cansadas de guerra, não há, mesmo, no Recife, uma “disneylândia para “adultos cervejeiros” como a Beerdock. Depois do sucesso consolidado na Madalena, há dois meses a casa funciona, agora, também, em Boa Viagem. O sucesso deve se repetir.

Colonialismos à parte, longe dessa mania de querer encontrar, no Brasil, correspondentes exatos às boas instituições do comer e do beber na Europa, podemos dizer que pouquíssimas casas podem, de fato, ser comparadas um verdadeiro pub inglês como o Beerdock. Com arquitetura arrojada, mesas num terraço envidraçado ou bancos altos pelo salão de luminosidade controlada e, claro, um enorme balcão de chopeiras e cervejeiras à vista para aficionados apoiarem o cotovelo, a casa conta com nada menos que 230 marcas diferentes de cervejas, engarrafadas ou frescas, recolhidas pelos quatro cantos do mundo. São quinze chopeiras.

RÉGUA DE PROVA

Das lagers mais refrescantes às IPAs mais adstringentes, muitos seriam os caminhos até a escolha. Conhecimento, naturalmente, se acumula com experiência. Mas mesmo os mais iniciados nesse universo em que a cerveja e suas possibilidades prometem ser o atalho mais próximo para o paraíso terrestre, a casa conta com a expertise de uma profissional rara.
Atenciosa e, sobretudo, segura, a bióloga e sommelière de cervejas Karine Lins, moça de taco firme no assunto: para apenas bebericar ou para acompanhar as muitas comidinhas, sempre robustas, que aumentam o climão de pub inglês na casa. Na dúvida por onde transitar, peça à sommellière para lhe montar uma régua de degustação (R$ 39,90). Ela montará um set com quatro das melhores opções disponíveis.



Este é um dos aspectos mais atrativos: há os clássicos de sempre na carta, das pernambucanas, de frescor local, às belgas sem qualquer possibilidade de erro. Mas, a cada semana, um quadro negro é montado com o que há de melhor em oferta.
Esta semana, por exemplo, é possível provar, entre as mais de dez opções, uma Amazon Copulate Porter, uma cerveja escura com adição equilibrada de um chocolate feito com semente de cupuaçu, o tal amazon copulate. O copo de R$ 300 ml custa cerca de R$ 15. Na carta toda, os preços podem variar pelo que pagamos por aí por um chope mais comercial a até mais de R$ 70 ou R$ 80.

Para comer, nada de invencionices, mas os clássicos robustos que imploram para serem compartilhados – embora, na brasa, os hambúrgueres da casa caiam como boas luvas para fomes individuais. Os hot dogs também valem o nome que carregam: como o Columbus, de salsicha Frankfurt, molho bechamel, mostarda Dijon e parmesão (R$ 17,90), e o Chinook, com a mesma salsicha, mas servido com cebola frita e molho barbecue, mais batatas fritas (R$ 17,90).

Mas se quer de fato talhar a memória do paladar, vá no eisbein da casa: marinado por horas, cozido lentamente por várias outras, servido com chucrute e batatas, o joelho de porco da escola alemã (R$ 92) é indicado para três. Mas, alguns petiscos e vários chopes antes, alimentam um pequeno time de cervejeiros.

Beerdock Zona Sul: Rua Maria Carolina, 273, Boa Viagem. Fone: 3204-4866.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM