Jornal do Commercio
CCXP Tour Nordeste

Filme de terror brasileiro, 'O Rastro' surpreende na CCXP Tour NE

O Rastro exibiu trailer oficial e uma cena exclusiva de 2 minutos, fazendo com que o público da CCXP gritasse de susto em conjunto com a cena

Publicado em 15/04/2017, às 21h50

Cena de O Rastro / Imagem Filmes/ Divulgação
Cena de O Rastro
Imagem Filmes/ Divulgação
JC Online

Com o Auditório Twitch (Teatro Guararapes), do terceiro dia (15/04) da CCXP Tour Nordeste, lotado dos mais diversos fãs da cultura geek, o filme brasileiro de terror O Rastro foi ovacionado. O Diretor do filme, o cineasta pernambucano J.C. Feyer, o produtor e roteirista André Pereira, e os atores Rafael Cardoso e Alice Wegmann conversaram sobre o longa que tem data de lançamento marcada para o dia 18 de maio deste ano.

O filme

“Fizemos um filme brasileiro e que isto fico bem claro. O Rastro é um terror que tem seus componentes inspirados em clássicas produções norte-americanas do gênero, como o Iluminado, porém, por abordar um hospital abandonado e a precariedade do sistema público de saúde do País, faz com que ele seja aterrorizante por ser muito próximo da gente”, contou J.C. Feyer, diretor do filme que ainda revelou ser admirador das obras dos cineastas pernambucanos Lírio Ferreira, Claudio Assis e Paulo Caldas.



Gravado em 33 dias e editado em 27 semanas, um dos potenciais do terror é, sem dúvida, a locação. “Quando eu cheguei naquele hospital, eu realmente senti algo sobrenatural, pois ali realmente havia um centro médico que tinha sido, assim como na trama, desativado recentemente”, contou Rafael Cardoso, que ainda disse que pedaços do local chegaram a cair durante a gravação e que alguns dos seus sustos em cena não tinham sido planejados.

Com produção da Lupa Filmes e distribuição da Imagem Filmes, O Rastro exibiu trailer oficial e uma cena exclusiva de 2 minutos, a qual fez com que o público da CCXP compartilhasse de um grito de susto em conjunto com a cena, aumentando ainda mais as expectativas para o que promete ser um marco do gênero na atual produção cinematográfica nacional. “Drama, política, denúncia e terror, estas quatro palavras com certeza estarão na descrição deste filme. Mesmo sem ainda ter sido lançado, já recebemos diversas manifestações positivas sobre as cenas que já liberamos até agora e esperamos que continue assim, com o público abrindo a cabeça para o cinema brasileiro de gênero,” completou Feyer.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM