Jornal do Commercio
Cinema

Tom Hardy será o protagonista de Venom em filme solo do supervilão

A Sony Pictures ressaltou que Venom não se trata de um spin-off de Homem-Aranha: De Volta ao Lar, já que ela mesmo decidiu recriar o seu próprio universo

Publicado em 19/05/2017, às 17h15

Tom Hardy viverá o Eddie Brock, o supervilão Venom / Divulgação
Tom Hardy viverá o Eddie Brock, o supervilão Venom
Divulgação
JC Online

A Sony anunciou hoje (19) que Tom Hardy será o protagonista de Venom, filme dedicado ao popular inimigo do Homem-Aranha nas HQs. Hardy é experiente na interpretação de vilões dos quadrinhos, já vivendo o Bane em O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

O desdobramento

O personagem do indicado ao Oscar por O Regresso tem o nome de Eddie Brock, jornalista fracassado que tem contaco com o repulsivo alienígena, tornando-se Venom. Além disso, o estúdio revelou que Ruben Fleischer, diretor de Zumbilândia, é quem vai dirigir o longa.



A Sony ressaltou que essa produção não se trata de um spin-off de Homem-Aranha: De Volta ao Lar, já que ela mesmo decidiu recriar o seu próprio universo cinematográfico, sem ir atrás dos atores que interpretaram o vilão em filmes do Homem-Aranha no passado.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM