Jornal do Commercio
Heroína

Sequência de 'Mulher-Maravilha' será ambientada na Guerra Fria

Gal Gadot enfrentará representantes da União Soviética em novo filme

Publicado em 11/07/2017, às 15h33

Gal Gadot retornará ao papel de Diana Prince em novo longa / Reprodução
Gal Gadot retornará ao papel de Diana Prince em novo longa
Reprodução
JC Online

O sucesso do primeiro longa-metragem da Mulher-Maravilha surpreendeu inclusive a DC. Tanto que a empresa já está apressando a sequência do filme, novamente dirigida por Patty Jenkis e estrelada por Gal Gadot. Mais uma vez, será um filme ambientado em décadas passadas, com contextualização histórica.

Segundo o site The Wrap, com informações exclusivas do Screen Rant, a sequência do filme da heroína será ambientada nos anos 1980, no crepúsculo da Guerra Fria. Ao que tudo indica, Gal Gadot enfrentará os soviéticos no novo longa. Em entrevista à Entertainment Weekly, a diretora Pat Jekins já havia afirmado que o longa também deve ser rodado nos EUA, uma forma de ambientar a personagem em um espaço que lhe é familiar nos quadrinhos.

Um mistério que ronda é a volta de Chris Pine como o piloto Steve Trevor. Os rumores dão como certo que o ator assinou contrato para o segundo longa da heroína, mas provavelmente só deverá aparecer em cenas de flashbacks.



Ainda sem previsão para o início das filmagens, o longa tem sido tratado como uma prioridade no DCEU devido ao sucesso de público e crítica. Os fãs, no entanto, poderão matar as saudades de Diana Prince no filme da Liga da Justiça, que estreia em novembro deste ano.

RECORDE

O primeiro filme da Mulher-Maravilha, lançado no início de junho, se tornou um fenômeno mundial. Até o momento, já arrecadou mais de 650 milhões de dólares, tornando-se o filme mais lucrativo dirigido por uma mulher. No Brasil, o filme já acumulou mais de R$ 100 milhões, o que fez dele a maior bilheteria para um filme solo de herói no país.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por john wick,11/07/2017

Meu Deus nao sabem ter criatividade, mas sabem elevar a moral dos norte americanos patriotas... apelam para o que os norte americanos mais gostam... guerra e esfregar na cara dos povos que eles sao os deuses da guerra na terra... quero ver o 3, ela que matou o Osama ??



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM