Jornal do Commercio
Disney

Disney escolhe protagonistas da versão live-action de 'Aladdin'

Mena Massoud e Naomi Scott interpretarão Alladin e Jasmine, respectivamente

Publicado em 17/07/2017, às 16h31

Escolha do elenco tem levantado polêmica nas redes sociais / Reprodução
Escolha do elenco tem levantado polêmica nas redes sociais
Reprodução
Estadão Conteúdo

A Disney anunciou neste último sábado, 15, durante a D23 Expo, convenção bienal para os fãs que fazem para anunciar suas novidades, os protagonistas da versão live-action de Aladdin. Após problemas para encontrar atores com etnia árabe para os papéis principais, o canadense de origem egípcia Mena Massoud foi revelado como Aladdin e a britânica de origem indiana Naomi Scott como a princesa Jasmine. Will Smith fecha o trio de protagonistas e será o Gênio.

Massoud é um ator ainda relativamente desconhecido, tendo feito sua carreira principalmente em séries de televisão produzidas no Canadá. Além de Aladdin, ele foi escalado para participar como coadjuvante da série Jack Ryan, personagem baseado nos livros de Tom Clancy. Já Naomi Scott está despontando na carreira e participou do filme Power Rangers como a Ranger Rosa no início do ano.



A escolha de Naomi, no entanto, tem sido criticada. Isso porque sua descendência indiana tem sido apontada como mais um apagamento da indústria cinematográfica, que optou por não escolher uma protagonista de origem árabe, como a Jasmine do desenho e da fábula.

MAIS DETALHES

Baseado na animação lançada pela Disney em 1992, o live-action de Aladdin está em pré-produção e terá direção de Guy Ritchie. O estúdio ainda não divulgou uma data de lançamento para o longa, mas pelas previsões divulgadas durante a D23 tudo indica que deve ser em algum momento entre 2019 e 2020.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM