Jornal do Commercio
CINEMA

Triunfo dá a largada do seu festival de cinema

Exibições começam nesta segunda-feira (7/8), com mostras competitivas e homenagem à atriz Zezita Matos

Publicado em 06/08/2017, às 15h28

Cine Theatro Guarany / Fundarpe/Divulgação
Cine Theatro Guarany
Fundarpe/Divulgação
JC Online

O Edital do Audiovisual do Funcultura e o Festival de Cinema de Triunfo são irmãos gêmeos. Eles estão comemorando 10 anos em 2017. Foi uma década e tanto com essa dobradinha atuando lado a lado. Fruto de uma ação que materializou um novo paradigma na relação entre o Estado e os criadores do audiovisual pernambucano, o Edital do Audiovisual e o Festival de Triunfo devem ser parabenizados e ganharem votos de vida longa.

A comemoração principal do 10º Festival de Triunfo, que começa segunda (7/8) e vai até sábado – com exibições itinerantes também em outras duas cidades do Sertão do Pajeú (Serra Talhada e Afogados da Ingazeira) –, é que a casa onde ele acontece já funciona regularmente como sala de cinema: desde o dia 9 de junho, o majestoso Cine Theatro Guarany, patrimônio histórico de Pernambuco, exibe sessões de filmes de quinta a domingo, depois que ganhou a tão sonhada instalação do equipamento de projeção digital.

Durante os seis dias do festival, o Guarany vai receber 35 filmes produzidos recentemente e que representam nove Estados brasileiros. Eles concorrem a R$ 24 mil em prêmios. Os vencedores das mostras de Longas e Curtas-metragens levam para casa o Troféu Caretas. Entre os longas-metragens, um dos destaques é a participação do documentário Super Orquestra Arcoverdense de Ritmos Americanos, de Sérgio Oliveira, que concorre na mostra principal. No final do ano passado, o filme ganhou dois prêmios no Festival do Rio: Melhor Diretor e Melhor Fotografia – nesta categoria, dividiu o prêmio com o gaúcho Mulher do Pai, de Cristiane Oliveira, também presente na competição do Festival de Triunfo.

Desde a sua criação, o festival sempre se destacou pela vasta quantidade de curtas-metragens em competição. Este ano, são 35 filmes, o que faz com que Triunfo traga uma boa visão do que se tem feito no formato no Brasil. Naturalmente, Pernambuco conta com o maior numero de representantes: 12, além de outro na Mostra de Curta-metragem Infantojuvenil. Entre os títulos, vale destacar alguns curtas que fizeram boa figura em outros festivais, como os locais O Ex-Mágico, FotogrÁfica, O Porteiro da Noite, Autofagia e o paulista Procura-se Irenice, entre outros.

HOMENAGEM

Para comemorar a edição de 10 anos, nada melhor do que homenagear a quem tem prestado bons serviço ao cinema pernambucano. E ninguém tem dado seu talento para os filmes feitos no Estado do que a paraibana Zezita Matos. Nascida na cidade de Pilar, a atriz de 75 anos – 60 deles dedicado à arte de representar –, brilhou em filmes Cinema, Aspirinas e Urubus, Baixio das Bestas, História da Eternidade, Ferrolho e Boa Sorte, Meu Amor.



“É com muita alegria que o Festival reverencia o talento e a força de Zezita, que mantém-se ativa e envolvida com projetos culturais de diferentes linguagens artísticas. Sem dúvida, uma inspiração para todos que fazem o cinema brasileiro e uma especial reverência às mulheres atrizes e realizadoras da nossa história”, comenta Milena Evangelista, coordenadora de Audiovisual da Secult-PE.

10º Festival de Triunfo - Programação

Mostra Competival de Longa-Metragem Nacional

Super Orquestra Arcoverdense de Ritmos Americanos, de Sérgio Oliveira (Documentário, 2016, PE)
Mulher do Pai, de Cristiane Oliveira (Ficção, RS), de Cristiane Oliveira
Câmara de Espelhos, de Dea Ferraz (Documentário, 2016, PE)
Meu Corpo é Político, de Alice Riff (Documentário, 2017, SP)
Homem Livre, de Álvaro Furloni (Ficção, 2017, RJ)

Mostra Competitiva de Curta-Metragem

Sales e salas, de Ravi Carvalho (Documentário, 2016, CE)
Nanã, de Rafael de Amorim Albuquerque (Ficção, 2016, PE)
Frequências, de Adalberto Oliveira (Documentário, 2017, PE)
Manancial, de Bruno Soares (Ficção, 2016, PB)
FotogrÁfrica, de Tila Chitunda (Documentário, 2016, PE)
O Som do Silêncio, de de David Aynan (Ficção, 2017, BA)
Nina, de Alice Gouveia (Ficção, 2016, PE)
Atrito, de Diego Lima (Ficção, 2017, PB)
Mãos de Barro, de de Alexandre Pankararu e Graciela Guarani (Documentário, 2016, PE),
Iluminadas, de Gabi Saegesser (Documentário, 2016, PE)
O Ex-mágico, de Mauricio Nunes e Olímpio Costa (Animação, 2016, PE)
O Brado Retumbante, de Fábio Rogério e Marcelo Ikeda (Documentário, 2016, CE)
Comissão de Vendas, de de Miguel Antunes Ramos (Documentário, 2016, SP)
Alumiar, de Bersa Mendes e Rafael Martins (Documentário, 2016, PE)
Autofagia, de Felipe Soares (Ficção, 2016, PE)
Vando vulgo Vedita, de de Andréia Pires e Leonardo Mouramateus (Ficção, 2017, CE)
Baunilha, de Leo Tabosa (Documentário, 2017, PE)
O Porteiro do Dia, de Fábio Leal (Ficção, 2016, PE)
Sob o Delírio de Agosto, de Carlos Kamara e Karla Ferreira (Ficção, 2017, PE)
Fantasma Cidade Fantasma, de Amanda Devulsky e Pedro B. (Ficção, 2016, DF)
Procura-se Irenice (Documentário, 25 minutos, 2016, SP), de Marco Escrivão e Thiago B. Mendonça
Lição de casa, de Pedro Murad (Ficção, 2016, RJ)
Embaraço, de Fernando Rick (Ficção, 2016, SP)

Mostra Competitiva de Curta-metragem Infanto-juvenil

O Bagre de Bolas, de Luiz Botosso e Thiago Veiga (Animação, 2017, GO)
Òrun Àiyé - A Criação do Mundo, de Cintia Maria e Jamile Coelho (Animação, 2015, BA)
O Último Índio, de Maria Tereza Murer (Animação, 2017, RS)
Vento, de Betânia Furtado (Animação, 2017, RJ)
A Piscina de Caíque, Raphael Gustavo da Silva (Ficção, 2017, GO)
A Orelha Encantada ou Alma de Gato, de Paulo Leonardo (Animação, 2017, PE)
O Menino Leão e a Menina Coruja, de Renan Montenegro (Ficção, 2017, DF)

Local: Cine Theatro Guarany
Acesso: Entrada gratuita, com retirada de ingressos 1 hora antes de cada sessão
Cidade: Triunfo/PE


Recomendados para você


Comentários

Por Amanda ,10/08/2017

Uma boa notícia faz a gente sentir-se bem: Assim como você se imagina em sua alma, assim você é! Se imagine FALANDO INGLÊS AGORA! Siga este método (http://bit.ly/2sXQbcP) que possui uma técnica de aprendizagem acelerada, usada por grandes personalidades no exterior, mas que quase ninguém compartilha no Brasil! E, você vai estar FALANDO INGLÊS EM POUCAS SEMANAS! SENSACIONAL



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM