Jornal do Commercio
BILHETERIA

Meu Malvado Favorito é a franquia de animação mais lucrativa dos cinemas

Saga ocupa o posto que, até então, pertencia aos cinco filmes de Shrek

Publicado em 08/08/2017, às 15h54

Conta inclui os três longa-metragens de Meu Malvado Favorito e o spin-off dedicado aos Minions / Universal Pictures/Divulgação
Conta inclui os três longa-metragens de Meu Malvado Favorito e o spin-off dedicado aos Minions
Universal Pictures/Divulgação
Estadão Conteúdo

Meu Malvado Favorito é a animação mais lucrativa da história do cinema, segundo informações do site Deadline. A saga estrelada por Steve Carell tirou o título de Shrek e seus cinco filmes, incluindo Gato de Botas (2011).

Meu Malvado Favorito inclui os três longas principais da série e o spin-off dedicado aos Minions. Neste fim de semana, a bilheteria de toda a saga bateu os US$ 3,55 bilhões. Shrek arrecadou ao todo US$ 3,51 bilhões. A produção foi lançada no fim de junho no Brasil.



Minions

Até então, o terceiro filme da série é somente o terceiro mais visto da franquia. Minions, que chegou às telonas em 2015, arrecadou mais de US$ 1,15 bilhão. Meu Malvado Favorito 2, de 2013, é o segundo mais bem-sucedido, com US$ 970 milhões. O longa de estreia da série, de 2010, levou apenas US$ 543 milhões.

 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM