Jornal do Commercio
Ator de Quartel

R. Lee Ermey, ator de 'Nascido para Matar', morre aos 74 anos

R. Lee Ermey era também militar da reserva e assumia recorrentemente papéis relacionados ao exército em quase 60 filmes

Publicado em 16/04/2018, às 08h50

R. Lee Ermey era recorrente em filmes de exército / Foto Warner Bros/Divulgação
R. Lee Ermey era recorrente em filmes de exército
Foto Warner Bros/Divulgação
AFP

O ator americano e militar da reserva R. Lee Ermey faleceu aos 74 anos no domingo, anunciou o agente do intérprete, conhecido por seu papel como o sargento Hartman no filme Nascido para Matar, dirigido por Stanley Kubrick.

Seu representante, Bill Rogin, afirmou que o ator, que recebeu uma indicação ao Globo de Ouro, morreu por complicações de uma pneumonia.



"Todos sentiremos sua falta. Semper Fi, Gunny. Boa sorte", escreve o agente no Twitter, usando o lema dos Marines dos Estados Unidos, que Ermey serviu de 1961 a 1971, quando recebeu baixa por motivos de saúde.

Trajetória

Nascido em Emporia, Kansas, em 1944, Ermery conseguiu um papel em Apocalypse Now (1979) quando estudava arte dramática na Universidade de Manila, nas Filipinas. Participou de quase 60 filmes, frequentemente em papéis relacionados ao exército.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM