Jornal do Commercio
Audiência

'Os Dias Eram Assim' tem pior estreia de novela das onze em seis anos

Obra ficou 4 pontos abaixo de sua antecessora 'Liberdade, Liberdade'

Publicado em 18/04/2017, às 18h46

Pernambucano Renato Góes vive romance com Sophie Charlotte em meio à ditadura / Reprodução
Pernambucano Renato Góes vive romance com Sophie Charlotte em meio à ditadura
Reprodução
JC Online

Nova aposta da Rede Globo, a 'supersérie' Os Dias Eram Assim, exibiu seu primeiro capítulo segunda-feira (17). O resultado, no entanto, ficou abaixo da expectativa e tornou-se a pior estreia de uma obra exibida no horário das 23h em seis anos. 

Com média de 22,7 pontos na Grande São Paulo, Os Dias Eram Assim registrou quatro pontos e meio a menos do que a estreia de sua antecessora, Liberdade, Liberdade, que teve. A diferença em relação à Verdades Secretas, no entanto, foi menor: apenas dois décimos, já que a novela de 2015 teve 22,9 pontos no primeiro capítulo.



Vale ressaltar que Verdades Secretas acabou se tornando um grande fenômeno e que Os Dias Eram Assim pode repetir a dose, conquistando o gosto popular. Ao todo, 37% dos televisores ligados estavam sintonizados na nova trama. 

 

DITADURA

A trama de Os Dias Eram Assim se passa nos anos 1970, momento em que a repressão da ditadura militar estava no seu auge, pós-AI-5. O caos político será também pano de fundo do romance entre Alice (Sophie Charlotte) e Renato (Renato Góes).


Recomendados para você


Comentários

Por Leonardo,16/06/2017

Ao que parece, meias verdades e falar mal do período militar está em choque com o que se percebe como verdade.

Por Peruibense,18/04/2017

Participem da #BoicoteOsDiasEramAssim



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM