Jornal do Commercio
APRESENTADORA

Biografia de Hebe Camargo é lançada em maio, confira os depoimentos

Jornalista Artur Xexéo conviveu com familiares de Hebe e entrevistou amigos dela, além de consultar material de arquivo sobre a apresentadora

Publicado em 03/05/2017, às 15h49

Hebe Camargo / Carol Soares/SBT/Divulgação
Hebe Camargo
Carol Soares/SBT/Divulgação
JC Online

O Hebe Camargo - A Biografia (Ed. BestSeller. 266 p. R$ 34,90) chega às livrarias em maio. O jornalista Artur Xexéo conviveu com familiares de Hebe, entrevistou amigos da apresentadora e também pesquisou em arquivos informações sobre a trajetória dela. Nos dias 10  e 11, respectivamente, o autor participa de sessões de autógrafos no Rio de Janeiro (Livraria da Travessa do Leblon) e em São Paulo (Cultura do Conjunto Nacional). Os dois eventos começam às 19h.

Um dos episódios narrados por Artur Xexéo no livro Hebe Camargo - A Biografia é a inauguração das transmissões da TV Tupi. Hebe estava escalada para cantar o Hino da Televisão, mas alegou estar doente e pediu para a amiga, Lolita Rodrigues, substituí-la. Mas o autor da biografia afirma que, no livro, que o motivo da ausência de Hebe era outro.

O leque de aspectos abordados na biografia contempla desde coisas pontuais, como a comida preferida de Hebe, até temas mais amplos como relação com a família e amigos, os namoros, os medos, os primeiros passos na carreira e momentos de sucesso.

Artur Xexéo lembra, por exemplo, do programa O Mundo é Das Mulheres. O talk show estreou em 1955, na TV Paulista, e recebeu convidados como o deputado federal Nelson Carneiro, que na época defendia o divórcio no Brasil. Hebe ganhou prêmios com esse programa e começou a aparecer na TV vários da semana.

Nos anos seguintes, trabalharia na Record, onde o programa de Hebe também tinha um sofá, assim como no programa que ela apresentaria nas noites do SBT. "O sofá no palco do Teatro Record no qual a mais querida apresentadora do Brasil recebia seus convidados virou uma instituição nacional. Ninguém tinha prestígio suficiente neste país se não se sentasse ali para ser entrevistado", escreve Artur Xexéo. 



Depoimentos Sobre Hebe Camargo

"Poucas vezes vi uma pessoa com tal capacidade de seduzir. Porque tudo nela era autêntico, natural, solto, Hebe jamais representou. Foi grande o suficiente para ser relax, mesmo quando a vida a colocava duramente à prova, e a colocou inúmeras vezes", Ignácio de Loyola Brandão.

"O lado profissional da Hebe é importante, mas ela nunca deixou que fosse mais que o lado pessoal. Nunca brigou com um colega, sempre foi protetora, amorosa, guerreira, com veteranos e com novatos", Boni.

"Hebe sempre foi um símbolo de vida. Até quando queria elogiar, não caía no lugar comum de dizer 'você é linda de morrer', ela dizia 'você é linda de viver'. Tinha esse compromisso com a vida. Inclusive o nome dela é o mesmo da deusa da juventude, e era isso que ela passava para todo mundo, essa vitalidade. Ela é um ícone, um símbolo, uma mulher como outras pioneiras da televisão, um meio que não era bem visto na época que começou. Eu reverencio a personalidade da Hebe", Gloria Pires.

"Hebe nos ensinou a viver sem inimigos, com o sorriso nos lábios. Uma mulher de grande personalidade, que acima de tudo lutava pelo povo brasileiro. Ela deixa um ensinamento de como viver a vida. Era uma pessoa que agradecia todos os dias por estar viva e bem de saúde", Eliana.

"Minha amiga Hebinha, seres iluminados como você sempre vão nos ouvir. Por isso, aqui vai a minha mensagem:obrigado por sua existência nesse plano de vida e o bem que ela fez a esse país. Você foi transformadora no quesito originalidade e comportamento. Com sua personalidade carregada de caráter, você falou em defesa do povo brasileiro em seus programas e colocou questões delicadas às claras assumindo um lugar de defensora do povão. [...] Pessoas como a Hebe são insubstituíveis. A grande lembrança é da mulher corajosa e independente. A frase dela que fica é: 'Vamos comemorar a vida, Tom'", Tom Cavalcante.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM