Jornal do Commercio
NOVELA DAS NOVE

Jeiza, de 'A Força do Querer', salva a vida do filho de Ritinha

Policial fará o parto da 'sereia' no meio de uma troca de tiros

Publicado em 17/05/2017, às 10h15

''As pessoas são preconceituosas e criam ligações que, às vezes, não fazem o menor sentido'', diz Paolla sobre a personagem Jeiza / Fotos: GShow/Divulgação
''As pessoas são preconceituosas e criam ligações que, às vezes, não fazem o menor sentido'', diz Paolla sobre a personagem Jeiza
Fotos: GShow/Divulgação
Raquel Rodrigues, da Estadão Conteúdo

Jeiza (Paolla Oliveira) vai passar por uma prova de fogo em A Força do Querer, novela das 21h da Globo. Na trama de Glória Perez, a personagem, que trabalha no Batalhão de Ações com Cães (BAC) da Polícia Militar, participa de uma operação policial e, durante uma troca de tiros, será a responsável pelo parto de Ritinha (Isis Valverde), que estará no meio da confusão. Mesmo com a vida da rival em suas mãos, Jeiza conseguirá fazer o que é certo e salvar o filho de Zeca (Marco Pigossi), sem saber do laço de sangue que une a criança ao seu noivo.

"As mulheres dessa novela são muito fortes. Mas a Jeiza traz algo a mais, porque está inserida em mundos masculinos. É como se ela não pudesse participar da polícia e lutar. Mas eu não acredito que tem isso; penso que, cada dia mais, o feminismo e a força das mulheres mostram que a gente pode o que quiser", defende.

Para interpretar Jeiza, Paolla teve uma preparação especial com a lutadora Érica Paes. A atriz gostou tanto do mundo da luta que pretende continuar a treinar jiu-jitsu mesmo após o término da novela. Entusiasmada, ela confessa que se apaixonou pelo esporte e que a preparação para o MMA (Mixed Martial Arts) é um pouco difícil, por conter muitas técnicas. Além disso, ela teve auxílio da major Elaine Baldanza, oficial da Polícia Militar do Rio de Janeiro, para compreender melhor o universo em que a personagem está inserida.

"Tem sido divertidíssimo, mas um pouco dolorido (risos). As artes marciais fazem bem para o corpo e para a mente. Tive que lidar com arma, aprender um jeito específico de falar, trabalhar com o meu companheiro de cena, o Iron, um pastor-belga malinois, que tem me dado trabalho, mas é muito querido. Jeiza é multifacetada", afirma.

Paolla ressalta que, apesar de durona, Jeiza é feminina. E, como toda mulher, pode sofrer por amor. Inclusive, as brigas com Zeca não vão parar. Após fazer o parto de Ritinha, ela será convidada para ser a madrinha do bebê e o noivo se irritará. Segundo a atriz, o relacionamento da policial com Zeca é muito próximo aos que existem no mundo real.



"É hilário ver a relação dos dois. O que eu mais gosto é que ninguém vai procurar ninguém. Eles se encontram, criam uma amizade e se detestam, de cara, porque são muito parecidos. Aí aconteceu um amor às avessas", relata.

FEMINISMO

A força de Jeiza, direta ou indiretamente, está ligada às conquistas das mulheres com o passar dos anos. Por isso, sempre que Paolla fala do feminismo, reafirma que o mais importante é a igualdade de direitos entre homens e mulheres.

"Quando a gente fala em feminismo é interessante olhar pra trás e ver o quanto já ganhamos, porque só conseguimos caminhar quando vemos o que conquistamos. Senão a gente está sempre insatisfeita", diz.

Sem dúvida, Jeiza é uma personagem bem diferente dos últimos papéis de Paolla, como em 'Além do Tempo'(2015/2016), 'Felizes para Sempre?'(2015) e 'Amor à Vida'(2013/2014). A atriz conta que, por causa de Jeiza ser policial e seu hobby o MMA, tendo uma postura mais rígida, já questionaram a sexualidade da personagem. Sua intérprete enxerga essa atitude do público como a demonstração do preconceito arraigado nas pessoas.

"O preconceito existe. Já me perguntaram se a Jeiza era gay e falei que não. Nada contra, mas a personagem não é. Se ela vai se apaixonar pela Ritinha, eu já não sei (risos). Mas, por enquanto, não é! As pessoas são preconceituosas e criam ligações que, às vezes, não fazem o menor sentido", finaliza, em tom de brincadeira.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM