Jornal do Commercio
TURISMO

Dez atrações turísticas imperdíveis em Portugal, por Titi Müller

Apresentadora visitou o país para gravar a quarta temporada do programa Anota Aí - Os 10 Mais, que estreia dia 2 de junho

Publicado em 01/06/2017, às 20h17

Titi Müller em Lisboa / Pablo Escajedo/Multishow/Divulgação
Titi Müller em Lisboa
Pablo Escajedo/Multishow/Divulgação
JC Online

A apresentadora Titi Müller viajou por cerca de 15 cidades lusitanas para a gravar a quarta temporada do programa Anota Aí – Os 10 Mais, que estreia sexta-feira (2/6), às 18h30, no canal por assinatura Multishow. Lisboa, Albufeira, Funchal (Ilha da Madeira), Leiria e a Vila dos Cascais foram alguns dos pontos presentes no roteiro de Titi. O episódio de estreia tem como tema 10 Atrações Turísticas Imperdíveis de Portugal (ao final do texto, adiantamos a lista de locais visitados por Titi, com informações do Visit Portugal).

"Foi uma surpresa muito boa a escolha de Portugal para esta temporada, tenho muitos amigos morando lá e recentemente está rolando uma efervescência cultural no país, principalmente em Lisboa. São muitas particularidades positivas nesse destino. Não temos barreira linguística, o senso de humor deles é fantástico, Portugal é delicioso de gostos, sabores e aromas. A temporada está muito linda e muito engraçada, me diverti muito!", descreve Titi Müller, que já tem 31 países registrados no passaporte.

Na apresentação da nova temporada do programa, ela também afirma que seria difícil escolher um lugar ou episódio favorito: “Acho que Lisboa foi onde mais me diverti, mas não posso esquecer da Ilha da Madeira, uma atmosfera totalmente diferente do resto do país, Funchal é um dos lugares mais lindos que já fui na vida. Também adorei gravar o episódio sobre as experiências típicas lusitanas. Dancei o vira, degustei pratos maravilhosos e conheci muitos vinhos. Também temos um especial de praias para todos os gostos, o programa está bem solar, o clima estava perfeito". 

"O prato que mais me marcou na vida foi quando gravamos a terceira temporada em Sorrento, na Itália. Mas desta vez tive um concorrente à altura, um peixe maravilhoso, na Ilha da Madeira. É uma culinária bem leve, meio agridoce, foi em um restaurante dentro de um castelo, com uma baita vista, o dia estava lindo, tudo harmonizou! As sobremesas clichês dos ovos com açúcar são realmente ótimas. E adorei saber sobre as histórias por trás das receitas, a maioria criadas em conventos. Os nomes por trás dos doces também são muito interessantes e conversam muito com a nossa cultura", conta ela sobre a gastronomia lusitana, que será tema de um dos episódios.

Sobre a relação com a cultura brasileira, a apresentadora acrescenta: "Conhecer e entender a história de Portugal me fez ter um mergulho antropológico do nosso país, só que do outro lado do oceano. Consegui entender várias coisas do comportamento brasileiro e do ponto de vista político também. Portugal tem muito a oferecer, sem sombra de dúvida moraria lá, já me imagino criando filhos e netos naquelas casinhas no litoral, seria uma delícia".

O Multishow exibe os novos episódios do Anota Aí - Os 10 Mais sempre as sextas-feiras, às 18h30. A quarta temporada é dividida em 13 episódios, que seguem temas como 10 Programas À Beira-Mar em Portugal; 10 Dicas de Como Esticar os Euros; 10 Coisas Que Só Existem em Portugal; 10 Doces Portugueses Para Tirar Você do Sério; 10 Viagens Saudosas ao Passado; 10 Pratos Típicos Incríveis e 10 Passeios dos Sonhos em Portugal. O programa, dirigido por Tati Issa e Guto Barra, é uma produção da Producing Partners.

 

10 Atrações Turísticas Imperdíveis de Portugal*

 

Óbidos

Óbidos

Foto: Francisco de Almeida Dias/Visit Portugal

Ao passear por fora ou dentro da muralha desta vila medieval, o visitante pode conhecer o castelo, o aqueduto, a Igreja Matriz de Santa Maria, a Igreja da Misericórdia, a Igreja de São Pedro, o Santuário do Senhor Jesus da Pedra e o Museu Municipal de Óbidos, por exemplo. 

 

Monsaraz

Monsaraz

Foto: Visit Portugal/Divulgação

O evento cultural Monsaraz Museu Aberto movimenta a vila no mês de julho, uma oportunidade para conhecer as artes e a gastronomia alentejana. O Castelo e a Torre de Menagem medievais, o edifício dos Antigos Paços da Audiência (séc. XIV/XVI) e a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Lagoa (séc. XVI/XVII) são alguns dos pontos turísticos.



 

Mosteiro dos Jerónimos 

P_MosteiroJeronimos_660x371

A construção do Mosteiro dos Jerónimos começou em 1502 e, em 1983, ele recebeu o título de Patrimônio da Humanidade. Cenotáfios (monumentos fúnebres) do comandante Vasco da Gama e do poeta Luís de Camões foram erguidos no local. Nas capelas laterais foram sepultados reis, príncipes e infantes. As fachadas, a Igreja e a parte dos claustros estão entre os destaques da construção.

 

Rio Douro no Porto 

N2102d

Foto: Município do Porto/Divulgação 

A cidade do Porto é bastante famosa por suas belezas, vida cultural e opções gastronômicas. Titi fez o passeio de Barco Rabelo pelo Rio Douro. Entre as dicas do Visit Portugal estão a de experimentar o sanduíche francesinha, pratos de peixe e marisco frescos, o bacalhau ou pratos de carne como as tripas à moda do Porto.

 

Biblioteca Joanina

Coimbra_Universidade_gr

Foto: Visit Portugal/Divulgação

A Universidade de Coimbra é uma das mais antigas da Europa. Ela foi fundada em 1290 e é considerada Patrimônio Mundial junto com a Alta da cidade e a Rua da Sofia. O edifício foi construído em torno de um pátio central e há espaços como a Sala Grande dos Actos, uma famosa Torre e o Museu de Arte Sacra. Titi visitou a Biblioteca Joanina.

 

Santuário do Bom Jesus do Monte

N4.MON4440P_0

Foto: Visit Portugal/Divulgação

O Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, tem projeto de Carlos Amarante (1748) e privilegia o estilo neoclássico de inspiração italiana. A escadaria é formada por 17 patamares decorados com fontes e estátuas. As pinturas de Pedro Alexandrino (séc. XVIII) são um destaque do interior.

 

Vila Histórica de Tavira

N25071

Foto: Associação de Turismo do Algarve/Divulgação

Tavira é uma cidade histórica no Algarve e distribui-se pelas duas margens do Rio Gilão. A vista panorâmica da torre do castelo é um dos pontos altos do passeio. O visitante pode passear a pé pelas antigas ruas, observar os vestígios da muralha islâmica ou visitar algumas das 37 igrejas.

 

Palácio Nacional da Pena

N4.MPS1580d

O Palácio Nacional da Pena, em Sintra, foi construído no terreno de um antigo convento de frades da Ordem de São Jerónimo. D. Fernando de Saxe Coburgo-Gotha, que casou com a rainha D. Maria II em 1836, queria construir o palácio de verão da família real neste lugar e adquiriu o convento. Na capela se pode ver um retábulo em mármore alabastro atribuído a Nicolau Chanterenne (um dos arquitectos do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa). As pinturas murais em trompe l'oeil e os revestimentos em azulejo também se destacam. Um restaurante foi instalado no palácio, oferecendo uma vista panorâmica da Serra de Sintra e da costa.

 

Castelo de São Jorge

N4.MON1207d

Foto: João Paulo/Visit Portugal

O Castelo de São Jorge fica na colina mais alta de Lisboa e é um dos locais mais importantes da cidade. Foi declarado Monumento Nacional em 1910 e passou por um restauro durante o século XX. Espaço de lazer da população, oferece uma vista da cidade e do Rio Tejo.

 

Torre dos Clérigos

Sem título

Obra barroca de meados do séc. XVIII, a Igreja dos Clérigos foi concebida pelo arquiteto de origem italiana Nicolau Nasoni. Um retábulo policromado de Manuel Porto destaca-se na capela-mor. A Torre dos Clérigos, construída em granito, tem 75 m de altura. Uma escada com 240 degraus permite o acesso ao topo, de onde se pode admirar o Porto.

 

Fonte: José Cunha/Visit Portugal


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM