Jornal do Commercio
Confiança

'Não vou fuxicar grupo de mulher', diz Gusttavo Lima sobre sua esposa

Cantor revelou alguns detalhes de sua vida em entrevista a Patrícia Abravanel no Programa Eliana

Publicado em 16/06/2017, às 12h28

Gusttavo Lima conversou com Patrícia Abravanel para o Programa Eliana deste domingo (18). / Foto: Gustavo Albuquerque/SBT
Gusttavo Lima conversou com Patrícia Abravanel para o Programa Eliana deste domingo (18).
Foto: Gustavo Albuquerque/SBT
JC Online

No programa Eliana do próximo domingo (18), no SBT, Patricia Abravanel - que está no comando da atração durante a licença de Eliana - vai ao encontro do cantor Gusttavo Lima em um hotel fazenda para um bate papo cheio de revelações e desabafos.

O cantor fala muito sobre a família, a chegada de seu primeiro filho e sobre a esposa, por quem é bem apaixonado. Revela também que não é muito ciumento e não fuça o celular da esposa: “Sou ciumento básico, de cuidar e dar carinho. Mexer no celular dela, pra quê? A maioria das coisas que ela faz é com as amigas, não vou ficar fuxicando grupo de mulher”.



Já sobre redes sociais, Gusttavo falou que não gosta de ostentar. “Se a gente não coloca na rede social, o povo reclama que não coloco nada da minha vida fora dos palcos. Se você coloca, o povo fala que você está ostentando, então é complicado”, dispara.

VIDA PESSOAL

Gusttavo Lima também contou a Patrícia Abravanel alguns detalhes de sua vida antes da fama, relembrando a infância difícil: "Comparado com o que a gente era, de onde a gente veio e o que a gente tinha, lógico que hoje não dá pra reclamar da vida. Era uma situação crítica", comenta ele, que por pouco não escolheu um caminho errado: "Tive a oportunidade de ser o que você imaginar, saindo pra rua e pender para o lado ruim das coisas e da vida, mas que bom que Deus disse "vai cantar que vai ser melhor".

Quando o assunto foi maternidade, Gusttavo revelou um detalhe curioso: "Eu mamei até os quatro anos de idade", confessou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM