Jornal do Commercio
Resumo das Novelas

Carinha de Anjo: Cecília vai embora do internato

Ex-noviça se despede dos amigos e lembra de vários momentos que viveu no local

Publicado em 17/07/2017, às 00h34

Cecília (Bia Arantes) se despede de Irmã Fabiana (Karin Hils) em Carinha de Anjo. / Foto: João Raposo/SBT
Cecília (Bia Arantes) se despede de Irmã Fabiana (Karin Hils) em Carinha de Anjo.
Foto: João Raposo/SBT
JC Online

No capítulo desta segunda-feira (17/7) de Carinha de Anjo, Gustavo (Carlo Porto) tenta conversar com Dulce Maria (Lorena Queiroz) para contar que Cecília (Bia Arantes) irá deixar o internato. A carinha de anjo fica triste e sai correndo atrás de Cecília. Madre Superiora (Eliana Guttman) comunica para as freiras, Inácio (Eddie Coelho), Pascoal (Camilo Bevilacqua) e Diana (Camilla Camargo) que Cecília não é mais uma noviça. A religiosa avisa ainda que ela mesma dará a notícia para as crianças.



Estefânia e Vitor dão apoio a Gustavo e Dulce Maria

Dulce pede para que Cecília não vá embora. Cecília garante que um dia a menina vai compreender tudo. Dulce Maria ganha de presente uma foto de Cecília. Gustavo entra no quarto emocionado com a conversa entre as duas e entrega para Cecília uma foto dele com Dulce para que ela também guarde uma recordação da carinha de anjo. Estefânia (Priscila Sol) e Vitor (Thiago Mendonça) chegam ao internato para dar apoio a Gustavo e Dulce Maria. Cecília vai embora do internato, se despede dos amigos e lembra de vários momentos que viveu no local.

*Os resumos divulgados pelas emissoras estão sujeito a mudanças em função da edição.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM