Jornal do Commercio
literatura

A importância de ser Oscar Wilde

Três peças do escritor e dramaturgo irlandês são relançadas no Brasil

Publicado em 30/08/2011, às 00h36

Do JC Online

O escritor e dramaturgo irlandês Oscar Wilde ganhou notoriedade pelo único romance que escreveu, O retrato de Dorian Gray mas, apesar de ser plenamente justificável que o identifiquem imediatamente com o livro, não se pode descartar a farta e tão genial produção dramatúrgica de Wilde. A Penguin relança no Brasil A importância de ser prudente, um volume que contém ainda outras duas peças: Uma mulher sem importância e Um marido ideal.

A história narra as confusões provocadas pelo personagem principal, que na cidade interiorana de origem se chama Jack e, na vitoriana Londres, assume a identidade de Prudente. A dupla personalidade é uma forma de Jack ter uma desculpa palpável (no interior, Prudente é conhecido como o irmão) para cortejar uma londrina, com o qual pretende casar. No meio de toda essa confusão há ainda o jocoso Algie, que descobre a farsa e provoca um inferno na vida do amigo.

A peça ganhou os palcos em 1895 e foi muito bem recebida. Mas poucos meses depois, Oscar Wilde seria julgado e preso por ter mantido relacionamentos homossexuais, o mais notório dele com o filho do marquês de Queensberry, que não descansou até que o escritor fosse encarcerado. O período na cadeia, onde era obrigado a realizar trabalhos forçados, acabou debilitando-o física e emocionalmente, levando à morte em 1900.

Para saber mais sobre a vida e obra de Oscar Wilde leia a edição desta terça-feira (30) do Jornal do Commercio.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM