Jornal do Commercio
INFANTIL

O Pequeno Príncipe ganha versão em cordel

A história de Saint-Exupery foi reescrita por Josué Limeira e ilustrada por Vladimir Barros com traços nordestinos

Publicado em 03/10/2015, às 05h38

O Pequeno Príncipe ganhou nova roupagem na história de Josué Limeira ilustrada por Vladimir Barros / Reprodução
O Pequeno Príncipe ganhou nova roupagem na história de Josué Limeira ilustrada por Vladimir Barros
Reprodução
Do JC Online

A história é basicamente a mesma: o famoso e querido Pequeno Príncipe ainda é louro com os olhos claros, mas tem lá suas singularidades, como a pele morena e a roupa que remete ao maracatu e ao cangaço. Os cenários da história são mais áridos, os pássaros são asas brancas e o famoso rei é inspirado nos tradicionais monarcas dos reisados. Uma particularidade, no entanto, é que explica todas essa mudanças no universo clássico e poético criado pelo escritor e aviador Antoine de Saint-Exupéry: o fato de ser contado em versos, como uma boa história de cordel.

A ideia para criar O Pequeno Príncipe em Cordel (Carpe Diem), que será lançado na próxima quarta, às 19h, no hall do Paço Alfândega, nasceu há dois anos, a partir do cordelista Josué Limeira. Já experiente no mundo dos cordéis, ele tentou, primeiro, adaptar para versos o início do livro. Quando viu que funcionava, partiu para o desafio de transformar – com a maior fidelidade possível – a narrativa de Exupéry em um novo formato.

Além disso, o livro conta também com outros traços e cores. Parceiro de Josué na empreitada, o ilustrador e designer deste JC, Vladimir Barros ajudou a criar um Pequeno Príncipe cheio de toques da cultura e da vida nordestinas. “Eu e Vladimir tivemos uma parceria anterior, um cordel que fiz sobre Luiz Gonzaga para o JC, também ilustrado por ele. Neste projeto de agora, ele parece que colocou tudo que tinha dentro dele nos desenhos”, conta Josué.

“Quando peguei os versos, comecei a pensar nas imagens. Trabalhei com o universo da xilogravura e do cordel, mas não queria usar, por exemplo, as cores muitos vivas de J. Borges. Quis que o livro tivesse uma alma regional, com tons quentes, mas não tão vibrantes”, explica Vladimir. Além disso, o designer usou sua paixão pela cultura pernambucana como elemento criativo, incluindo asas brancas, elementos do reisado e do maracatu e até a flor do mandacaru como representação da flor no deserto. O personagem Vaidoso, por exemplo, ainda virou a nossa famosa calunga, o Homem da Meia-Noite, figura mais elegante do Carnaval.

ADAPTAÇÃO

Josué ficou emocionado quando viu a obra, fruto de uma ideia casual e muito esforço, virar livro. “A gente conseguiu trazer Exupéry para o nosso quintal. Foi uma grande responsabilidade transpor isso, mas mantivemos a filosofia e poesia que ele botou no livro”, comenta o autor, que ainda organizou uma contação de história no lançamento desta quarta. “É uma homenagem que Pernambuco e o Nordeste fazem a esse aviador e escritor fantástico. Exupéry é um pouco o Pequeno Príncipe que ele mesmo criou, alguém que até continua a iluminar o céu.”

A obra, além do lançamento na quarta, também será distribuída pelo Jornal do Commercio, em preço promocional, dentro do projeto Biblioteca JC – R$ 29,90 para assinantes e R$ 32,90 para não assinantes, com a possibilidade de se comprar por telefone ou pela internet (www.assinejc.com.br/BibliotecaJC). Na sexta, os autores ainda fazem uma tarde de autógrafos, no estande do JC no RioMar.

Serviços

Lançamento de O Pequeno Príncipe em Cordel - quarta, às 19h, no hall do Paço Alfândega (Rua Madre de Deus, s/n, no Bairro do Recife). Acesso gratuito.

Recomendados para você


Comentários

Por Maria Nélia vale Cypriano,14/11/2016

Achei muito interessante o Pequeno Principe em cordel. Como posso ter acesso ao livro? Vamos apresentar uma dramatização do pequeno Principe no inicio de dezembro, numa festa de fim de ano.

Por Giovana,22/01/2016

Olá! Localizei o livro no site da Editora Carpe Diem: http://editoracarpediem.com.br/?product=o-pequeno-principe-em-cordel

Por Emanuela,30/10/2015

Olá, sou de Santa Cruz do Capibaribe, do interior do estado e também colecionadora do O Pequeno Principe. Tenho muito interesse no livro, mas não consigo comprar por aqui, como faço para ter um exemplar???

Por Clecilda,21/10/2015

Faço um trabalho de incentivo a leitura com crianças, na Biblioteca Publica de Arcoverde. Onde comprar o livro?

Por Fernando Boigues,16/10/2015

Por favoor, moro no Rio de Janeiro e quero muito adquirir o livro. Tentei pelo site da BibliotecaJC, mas não consegui. Como faço? Obrigado



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM